Geada Negra

2010

Geada Negra

Dirigido por:
Média geral 4.1
baseado em 4 votos
Sua avaliação:
salvando

Não sabia que pós neve de 1975 em Curitiba, o Paraná foi vitima da dita Geada Negra. Segundo relatos no documentário, o problema é que, além do frio com orvalho, o vento sul que sopra por baixo dos pés de café impede que a seiva circule, matando a planta desde a raiz. Não sobrou 1 pé de café para esquentar as manhãs invernais! Se levar em consideração que o Estado na época era responsável por 40% da exportação nacional e que basicamente a agricultura paranaense era cafeeira, dá pra ter noção do estrago. Vai além. O fato foi responsável também por um exodo rural abrupto.

Tirando estas particularidades histórias, de restante segue o covencional. Imagens de época (telejornais e impressos), entrecortadas por entrevistas com especialista, cafeicultores e técnicos, todos conhecedores ou protagonistas da tragédia. Cumpre a função informativa. Porém, me pergunto se irá atingir alguém além dos entusiastas no assunto. Ouvi no meio da exibição uma senhora repreendendo de forma veemente o filho para que prestasse atenção no filme. Também acharia monótono caso conhecesse de antemão a história.

Estreia Brasil:
29 de Novembro de 2010
Outras datas

Elenco

Nenhum.
Denunciar algo errado
Em DVD

Fotos

  • Nenhuma foto cadastrada.

Sinopse Completa

Não sabia que pós neve de 1975 em Curitiba, o Paraná foi vitima da dita Geada Negra. Segundo relatos no documentário, o problema é que, além do frio com orvalho, o vento sul que sopra por baixo dos pés de café impede que a seiva circule, matando a planta desde a raiz. Não sobrou 1 pé de café para esquentar as manhãs invernais! Se levar em consideração que o Estado na época era responsável por 40% da exportação nacional e que basicamente a agricultura paranaense era cafeeira, dá pra ter noção do estrago. Vai além. O fato foi responsável também por um exodo rural abrupto.

Tirando estas particularidades histórias, de restante segue o covencional. Imagens de época (telejornais e impressos), entrecortadas por entrevistas com especialista, cafeicultores e técnicos, todos conhecedores ou protagonistas da tragédia. Cumpre a função informativa. Porém, me pergunto se irá atingir alguém além dos entusiastas no assunto. Ouvi no meio da exibição uma senhora repreendendo de forma veemente o filho para que prestasse atenção no filme. Também acharia monótono caso conhecesse de antemão a história.