Mario Bava

Data de Nascimento: 31 de Julho de 1914 (65 anos)

Data de Falecimento: 27 de Abril de 1980

Local de Nascimento: Sanremo, Liguria

Pais: Itália

Sexo: Masculino

Biografia

Um dos grandes expoentes do cinema de horror e o maior diretor do cinema italiano da chamada Era de Ouro, Mario Bava é um herói da resistência, um homem que por amor a arte abriu mão de salários, regalias e ambição, com o tipo de caráter forte que segue todos os que foram influenciados por seu trabalho, tais como Lucio Fulci, Tim Burton e Quentin Tarantino.

Mario Bava nasceu no dia 30 de julho de 1914, na cidade de San Remo, na região da Ligúria - um dia antes de a Alemanha declarar guerra à França e Rússia, na Primeira Guerra Mundial. Era filho de Eugenio Bava, um escultor que se tornou pioneiro na fotografia de efeitos especiais em meados de 1910 e se tornaria futuramente um dos grandes operadores de câmera e cinematógrafos do cinema mudo italiano e apesar de algumas tentativas mal-sucedidas como diretor acabou apenas dirigindo efeitos óticos no recém-formado Instituto LUCE, de propriedade do ditador Benito Mussolini, em 1926.
Mario, no entanto, pretendia ser pintor até seus 20 anos, mas o ambiente propício ao cinema falou mais alto, aprendendo todas as técnicas com seu pai enquanto trabalhava como seu assistente, legendando filmes para exportação e animando seqüências título de produções italianas.

Mario Bava faleceu em Roma devido a um ataque cardíaco no dia 25 de Abril de 1980 - com 65 anos de idade - dias após um check-up médico revelar que estava com perfeita saúde. Numa ironia final, a última de várias que pontuaram sua vida, o homem que nasceu um dia antes de estourar a Primeira Guerra faleceu no dia que é lembrado pelos sobreviventes italianos da Segunda Guerra como o Dia da Libertação.