Traci Lords

Nomes Alternativos: Nora Louise Kuzma

Data de Nascimento: 7 de Maio de 1968 (45 anos)

Local de Nascimento: Steubenville, Ohio

Pais: Estados Unidos da América

Sexo: Feminino

Biografia

Mais conhecida pelo seu nome artístico de Traci Elizabeth Lords ou Traci Lords (as vezes grafado como Tracy Lords), é uma atriz estadunidense.

No começo ela ficou conhecida por suas participações em filmes pornográficos e como modelo da revista Penthouse, tendo apenas 15 anos ao participar de seu primeiro filme.

Atualmente tenta carreira desvinculada da indústria pornográfica, como atriz e cantora.

Seu nome de batismo é Nora Louise Kuzma e seu nome artístico foi escolhido combinando o primeiro nome do sua melhor amiga da escola, Traci, e o sobrenome do seu ator favorito da série Havai 5-0, Jack Lord. Aos quinze anos ela fugiu, junto com sua mãe e três irmãs, da casa de seu padrasto alcoólatra para a cidade de Lawndal, na Califórnia. Mais tarde, enquanto freqüentava a escola Redondo Union High School ela fugiu de casa para realizar um aborto.

Enquanto vivia com seu namorado (bastante mais velho que posava em público como seu padrasto), ela usou uma certidão de nascimento da irmã de um amigo e uma carteira de motorista falsa, que indicavam que ela tinha 22 anos, para entrar na indústria pornográfica, começando na agência de modelos Jim South's World. Ela rapidamente se tornou uma das modelos mais populares da cidade e é considerada por muitos como a primeira “rainha do pornô”.

Ela ganhou notoriedade por sua atuação entusiasmada durante as filmagens de intercurso sexual, emitindo um gemido alto característico. Ao atingir a idade de 18 anos já havia atuado em 107 filmes pornográficos e posado para revistas adultas bastante divulgadas, como a Penthouse, na edição que trazia fotos da então Miss America de 1984.

Porém, em 1986, autoridades federais descobriram que ela era menor de idade ao atuar nos filmes e prendeu os proprietários de sua agência cinematográfica e da X-citement Video, Inc.

Os julgamentos que se seguiram custaram à indústria pornográfica milhões de dólares, já que foram obrigados por lei a retirar os vídeos e revistas das prateleiras. Lojas de vídeo e revistas retiraram centenas de milhares de cópias de circulação para evitar as sérias acusações de traficar pornografia infantil. O episódio deu aos promotores públicos um caso contra a indústria pornô bastante visível, se tratando de uma violação inegável envolvendo uma estrela do ramo. A própria Traci Lords nunca foi acusada, já que como menor de idade não lhe era permitido conceder sua permissão legal para realizar atos sexuais nos filmes em troca de dinheiro.

Entretanto os agentes e produtores que aceitaram as identidades falsas apresentadas por ela enfrentaram problemas legais por anos. Apenas um de seus filmes, Traci, I Love You, foi produzido logo após seu aniversário de dezoito anos, e é seu único filme pornográfico vendido legalmente nos Estados Unidos. Porém, em algumas partes da Europa aonde a idade mínima legal para envolvimento em filmes pornográficos é menor, os filmes de Traci Lords ainda são legalmente disponibilizados. Eles também são facilmente encontrados na Internet, especialmente através de programas peer-to-peer de distribuição de arquivos.

A controvérsia ainda causa debate. Os promotores públicos declararam que Traci Lords era uma vítima de manipulação da indústria e ela própria alegou que estava drogada e fizera coisas que não queria. Porém alguns participantes da indústria pornô, como Ron Jeremy, Ginger Lynn e o namorado Tom Byron disseram que jamais a viram usar drogas e que ela aparentava estar totalmente consciente do que estava acontecendo.

Ironicamente o Departamento de Justiça americano foi forçado a retirar todas as acusações quando vazou a informação de que a identidade falsa que Lords utilizara para enganar os produtores era na verdade um passaporte americano falso no nome de Traci Lords; ou seja, o próprio governo americano fora enganado, e os réus poderiam simplesmente se esconder atrás do erro do governo.

Traci Lords desde então se retirou com algum sucesso para uma carreira regular de atriz de televisão e filmes, além de música. Alguns dos filmes famosos dessa nova fase incluem Not of this Earth (chamado Vampiro das Estrelas no Brasil), Cry Baby e Blade. Ela também realizou aparições em diversas séries de televisão, como Married... with Children (Um Amor de Família, no Brasil), Melrose Place, entre outras.

Nos anos 90, Traci Lords começou a desenvolver uma carreira como cantora, fazendo os vocais para a banda Manic Street Preachers no single "Little Baby Nothing" e fazendo participações em vídeo clipes de outros músicos. Em 1995 ela teve sua estréia solo, em colaboração com Juno Reactor no CD chamado “1000 Fires”.

Traci Lords é uma ativista dos direitos homossexuais.

Em 2003 ela lançou o livro autobiográfico “Traci Lords: Underneath It All”.