23 anos (BRA)
Usuário desde Junho de 2010
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Quéfrem Vieira

    Quando comecei o filme não imaginei o que estaria por vir, me surpreendeu muito. Jessica Chastain maravilhosa.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Achei A Jolene ter caído na armadilha do Benton uma sacanagem. Logo na hora que ela tava dando certo. Achei muito triste a personagem ter que passar por aquela situação de se ver refém de um megalomaníaco que acha que é Deus. Logo ela, que já tinha recomeçado tantas vezes, chegar naquele ponto e levar mais aquela porrada da vida (e porrada literal também), foi revoltante.
    Entendo que ela caiu na armadilha dele, um homem poderoso como ele tinha seus meios para alcançar os finais que queria. Mas acho que ela teve uma parte nisso. Curiosidade, que seja. Ou medo.
    Mas achei isso incoerente. Ela já tinha machucado tantas outras pessoas e fugido outras vezes, sempre prezando pela liberdade, podia muito bem ter saído correndo daquele doido. E não tem como falar que ele não era doido porque tava na cara. Mas de uma hora pra outra ela já tava no altar.
    Acho que a beleza dela era hipnotizadora. Fazia os outros se perderem por ela. E chegou uma hora que isso se virou contra e ela acabou atraindo o doido do Benton.
    Só que mesmo ela tendo estado muito errada em outras situações, passar por aquilo era demais. Ninguém merece um karma tão grande, acho que ela já havia pago de outras formas.
    Achei um ótimo filme, mas não imaginei que tomaria as proporções que tomou. O negócio foi só piorando. Começa com ela casando muito nova pra se ver livre do abuso que sofria em foster homes, depois cai na do tio Phill, é internada, fica com a guarda pra poder fugir, dá um pé na mulher, se prostitui, fica com o tatuador, descobre as mentiras dele, foge de novo, vira stripper, fica com o velho de Vegas, o cara é assassinado, quando você acha que o sofrimento vai acabar, PÁ, chega o rico psycho, ela engravida, é espancada pelo marido, perde a guarda do filho e tem que recomeçar mais uma vez. Tomei muito as dores dela. Terminei o filme torcendo pra que o sonho dela de chegar de limusine pra ver o filho ainda se realize.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Quéfrem Vieira

    Achei um bom filme. Bem feito, bons efeitos, uma ótima ficção. As cenas que mostravam a proximidade com o sol foram incríveis.
    Com relação ao Pinbacker, minha primeira reação foi de detestar aquela viagem. Mas depois lembrei da cena do Capa

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    falando que depois que o payload fosse ejetado, a velocidade que ele iria de encontro ao sol somada à gravidade do sol faria tudo se distorcer, "space and time will be smeared together".
    Tudo bem que o Pinbacker aparece antes disso, mas a nave já tava numa velocidade bem grande, que dá pra ver pela cena que mostra ela de longe e uma explosão solar ao fundo. Cena antes do Capa perguntar pra nave e descobrir que tinha um passageiro a mais. E lembro de falar sobre eles estarem orbitando o sol. Vai que isso é suficiente pra distorcer tudo e borrar o espaço e tempo? Ou seja, se o Pinbacker for tipo uma distorção física, eu acharia bem legal. Muita viagem, mas super aceitável.
    Se não for isso, retomo minha primeira reação de achar aquele thriller todo da perseguição meio sem nexo.
    Também gostei deles pelo menos terem conseguido completar a missão. Se o capitão queimado tivesse conseguido atrapalhar eu ia ter ficado puto.
    E não foi nenhum final uau, mas a cena da terra naquele inverno todo e o sol dando uma clareada foi um bom jeito de terminar com final feliz. Eles lá embaixo sem ter ideia do que as pessoas responsáveis por salvarem o mundo passaram. Foi legal o contraste do desespero, do fogo, do vermelho, da bomba entrando no sol, com o branco, o frio e a calma da terra na última cena.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Quéfrem Vieira

    É muita coisa errada nesse mundo. Pensar que algo tão absurdo quanto o Holocausto aconteceu sob os olhos do planeta todo é apavorante demais.
    Achei muito interessante ver um filme com temática nazista, mas que mostra a perseguição a um outro grupo além dos judeus. No começo do filme achei que fosse ser mais leve, tipo Christopher and His Kind, mas meu deus, chegou num ponto que começou a acontecer cada coisa que eu pensei 'já era, vou terminar ou muito revoltado ou em prantos'. Acabei terminando dos dois jeitos hahaha
    Durante o filme eu não simpatizei muito com o personagem da Sara,

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    acho que mais por ser meio empata-foda, mas gostei dela aparecendo velha no final, mostrando que carregou aquela dor por todos aqueles anos.


    O irmão foi um dos personagens
    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    mais complicados de digerir. As consequências da mesquinharia dele me deixou com mil coisas pra pensar. Ele foi extremamente ingênuo na maldade dele. Por um lado, ele nunca poderia imaginar que a polícia saberia da homossexualidade do Jean. Ele queria simplesmente sair como herói. Por outro, foi burrice demais achar que poderia confiar naquele povo. E que jeito mais estúpido de sair como o bonzão, pedindo pra prenderem o irmão numa época tensa daquele jeito. Burro e egoísta. E depois ele começar a se envolver com a SS com a desculpa de saber informações sobre o irmão, mas se enriquecendo, foi repulsivo. Gostei dele ter pago por isso sendo preso. Mas fiquei chocado quando falaram que ele tinha se enforcado.


    Até o Phillip
    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    morrer (outra cena que eu fiquei WAAAAAT), eu achava que o filme teria um final feliz. Que o Jean ia sobreviver ao campo e eles se encontrariam depois. E mesmo depois de assassinarem o Phillip eu continuei achando que o Jean sobreviveria. Foi de cortar o coração ele aparecendo lobotomizado.


    Só de imaginar o sofrimento que aquelas pessoas passaram me dá um nó no estômago de revolta e tristeza. Achei que o filme fez um ótimo trabalho retratando de forma bem crua as insanidades que aconteceram, ao mesmo tempo que foi belo e sutil em outras partes. Teve um excelente resultado. Foi forte e provoca um sentimento de revolta, mas não deixou de ser bonito e comovente.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nenhum recado para Quéfrem Vieira.