22 anos (BRA)
Usuário desde Junho de 2010
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Quéfrem Vieira

    É muita coisa errada nesse mundo. Pensar que algo tão absurdo quanto o Holocausto aconteceu sob os olhos do planeta todo é apavorante demais.
    Achei muito interessante ver um filme com temática nazista, mas que mostra a perseguição a um outro grupo além dos judeus. No começo do filme achei que fosse ser mais leve, tipo Christopher and His Kind, mas meu deus, chegou num ponto que começou a acontecer cada coisa que eu pensei 'já era, vou terminar ou muito revoltado ou em prantos'. Acabei terminando dos dois jeitos hahaha
    Durante o filme eu não simpatizei muito com o personagem da Sara,

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    acho que mais por ser meio empata-foda, mas gostei dela aparecendo velha no final, mostrando que carregou aquela dor por todos aqueles anos.


    O irmão foi um dos personagens
    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    mais complicados de digerir. As consequências da mesquinharia dele me deixou com mil coisas pra pensar. Ele foi extremamente ingênuo na maldade dele. Por um lado, ele nunca poderia imaginar que a polícia saberia da homossexualidade do Jean. Ele queria simplesmente sair como herói. Por outro, foi burrice demais achar que poderia confiar naquele povo. E que jeito mais estúpido de sair como o bonzão, pedindo pra prenderem o irmão numa época tensa daquele jeito. Burro e egoísta. E depois ele começar a se envolver com a SS com a desculpa de saber informações sobre o irmão, mas se enriquecendo, foi repulsivo. Gostei dele ter pago por isso sendo preso. Mas fiquei chocado quando falaram que ele tinha se enforcado.


    Até o Phillip
    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    morrer (outra cena que eu fiquei WAAAAAT), eu achava que o filme teria um final feliz. Que o Jean ia sobreviver ao campo e eles se encontrariam depois. E mesmo depois de assassinarem o Phillip eu continuei achando que o Jean sobreviveria. Foi de cortar o coração ele aparecendo lobotomizado.


    Só de imaginar o sofrimento que aquelas pessoas passaram me dá um nó no estômago de revolta e tristeza. Achei que o filme fez um ótimo trabalho retratando de forma bem crua as insanidades que aconteceram, ao mesmo tempo que foi belo e sutil em outras partes. Teve um excelente resultado. Foi forte e provoca um sentimento de revolta, mas não deixou de ser bonito e comovente.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Quéfrem Vieira

    Gostei do filme, mas achei que a primeira parte fez ele parecer ter 20 horas de duração. Entendo a ideia que o diretor quis passar com essa parte, mas achei tão irônica que chegou num ponto que eu comecei a torcer pra acabar logo. Pra mim foi uma situação muito absurda. Não pelos acontecimentos, mas pelas relações.
    Os personagens me pareceram muito desconexos. Acho que em parte por não ser apresentado nenhum background deles - o que pessoalmente não me agrada. E na minha opinião isso fez com que ficasse tudo muito difícil de aguentar por muito tempo. Entendo o propósito por trás disso, pra mostrar a depressão da personagem, ou a inutilidade de grande parte das coisas que fazemos, mas ai, dava pra fazer isso tudo em bem menos tempo. Esse foi meu único problema: ter que ver por todo aquele tempo, aquele monte de personagem chato (sério, gente, vontade de esbofetear todos ali), numa situação absurda, só pra provar um ponto. Espero que a inquisição do filmow me perdoe ahahaha
    Em compensação, achei a segunda parte maravilhosa. Aquilo ali sim eu consegui aceitar. O que seria a parte da ficção fez muito mais sentido. As ações, os diálogos, a ideia de que o mundo não faria falta, o desespero e a inevitabilidade, que anula se desesperar fazer sentido (vide os cavalos). Isso sim foi brilhante. E aquela cena final, nossa, de deixar sem ar! A sonoplastia foi incrível! Fotografia também, aquelas cenas inciais foram muito bonitas!

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
    1 resposta
    • Frances

      pare de se preocupar em quantas pessoas vao negativar seus comentarios e comece a se preocupar em ter uma opinião. hoje em dia não é todo mundo que tem :}

      Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nenhum recado para Quéfrem Vieira.