filmow.com/usuario/fernando.canhete/
22 anos, Goiânia (BRA)
Usuário desde Junho de 2012
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

“To argue with a man who has renounced the use and authority of reason, and whose philosophy consists in holding humanity in contempt, is like administering medicine to the dead, or endeavoring to convert an atheist by scripture.” - Thomas Paine

Últimas opiniões enviadas

  • Fernando Canhete

    "Pierrot le Fou" é Godard na sua faceta iconoclasta, símbolo da "nouvelle vague". Um filme repleto de referências ao cinema americano, mas em caráter de paródia, que incorpora elementos dos "crime films" em um teor descompromissado. Engraçado como Jean-Paul Belmondo e Anna Karina se perpetuaram nesses personagens; vemos aqui o mesmo Belmondo de "À bout de souffle" e a mesma Karina de "Bande à Part", inclusive em um mesmo contexto, de constante fuga da realidade. Aliás, é exatamente o que Godard nos lembra constantemente em seus filmes. Cinema é isso, fuga da realidade.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Fernando Canhete

    Não dá pra assistir esse filme sem pensar em "Festen", filme dirigido por Vinterberg segundo os parâmetros do Dogma 95. A temática do abuso infantil foi certamente uma boa estratégia em ambos os casos pra criar o sentimento de revolta,

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    só que aqui, por ser uma acusação falsa

    . Essa revolta lembra também o sentimento inspirado pelo colega de Vinterberg, Lars von Trier, em Dogville. A diferença é que aqui a catarse não se completa com a vingança. Na verdade não há. O que resta é uma leve angústia de compartilhar a verdade com Lucas. Vinterberg, humano e denso.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Fernando Canhete

    Discordo de quem achou um filme previsível e babaca. Extremamente "teenage movie", claro, com um roteiro simples, sem dúvida, mas que cumpre a ideia de grandeza e da diversão proposta. Bons filmes são aqueles que conseguem atingir o seu público, e com personagens envolventes, é quase impossível não se imaginar no lugar de alguns deles, como o dono da casa e o quão ferrado ele ficaria quando seus pais vissem o resultado. Eu particularmente não gosto de festas assim, mas admito que me diverti muito assistindo tudo em um lugar seguro. Thumbs up!

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.