filmow.com/usuario/mardeyorke/
20 anos, Fortaleza (BRA)
Usuário desde Maio de 2011
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

I saw a film today, oh boy ♫
http://fewmim.tumblr.com/

Organizador do Cineterapia: https://www.facebook.com/pages/Cineterapia1

10+ Nacional:
O Auto da Compadecida
O Cheiro do Ralo
Lavoura Arcaica
Os Famosos e os Duendes da Morte
Viajo porque preciso, volto porque te amo
A Festa da Menina Morta
Amarelo Manga
A Máquina
Lisbela e o Prisioneiro
Que Bom Te Ver Viva

Últimas opiniões enviadas

  • M~

    Lars Von Trier por fim escancara o seu objetivo com esse último filme da trilogia, trazendo abertamente a questão de gênero e a opressão do sexo feminino pela sociedade, um filme que serve como uma denúncia à injustiça que a mulher sofre e um alerta aos seus desejos, que além de mulher também é ser humano, e passando longe da ideia de igualdade, mas de respeito às diferenças, mas sempre lembrando:

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    "A pessoa que consegue esconder a sua sexualidade a vida inteira, merece uma medalha"... Sobre a cena final: foi, de fato, muito forte e impactante, mas me pergunto se valeu realmente o sacrifício do personagem Seligman por causa do choque.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • M~

    A história de um casal de pré-adolescentes vivenciando o amor ao outro de uma maneira tão verídica que vai muito além de um monte de normas sociais e preconceito fútil.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • M~

    Começa com uma existência indiferente, uma narração que te guia e que te vai emergindo naquela neutralidade, naquele cinza, naquela atmosfera densa e perdida, que vai te sussurrando palavras de forma objetiva, rápida, padronizada até que você se nota assistindo o filme já afundado no sofá, seguindo o fluxo do movimento do filme, as meias, o espelho, a gota da torneira, o barulho vizinho e seguindo uma trilha sonora quase branca, quase morta, quase fossilizada. Até que você nota que tudo era uma farsa, porque "o que você pode fazer para se proteger dos seus sonhos?" e tudo desperta, a narração começa a se tornar uma voz de angústia, de desespero, vibrante, em frenesi uma narração que freme que se movimenta descontinuadamente revelando um personagem que rói as unhas até os dedos ficarem extremamente doloridos revela o movimento da cidade dos carros o barulho ensurdecedor a solidão assustadora os trajetos que não te levam a canto nenhum as ruas que se dividem ao meio o fogo invisível que sobe as escadas até que não sobra mais nada de pé, exceto um homem e a sua caminhada.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.