Bahia de Todos os Santos

1960

Bahia de Todos os Santos

Dirigido por:
Média geral 3.4
baseado em 21 votos
Sua avaliação:
salvando
100 minutos

Na Bahia da década de 1940, Tônio é um jovem que vive oprimido pela miséria e preconceito. Ele foi abandonado pelo pai branco e a mãe negra está doente e vive com a avó, Mãe Sabina, que mantém um terreiro de Candomblé, alvo de perseguição policial. Ele foge da família e vive praticando pequenos furtos e é sustentado por uma amante estrangeira. Tônio é amigo de Manuel, Pitanga e outros que também são criminosos menores e se encontram num esconderijo numa praia afastada. O irmão de Pitanga é estivador e numa greve que reinvidica a instalação de um sindicato é morto pela polícia. Pitanga tenta ajudar o irmão e na briga um policial também acaba morto, obrigando-o a fugir junto com outros grevistas. Tônio rouba cinco contos de sua amante e os dá à Pitanga para ajudá-lo na fuga com os demais. Ele conta à mulher que pegou o dinheiro mas diz que não foi pra si. Ela deduz que foi para ajudar os "comunistas" sobre os quais leu nos jornais e, depois de Tônio brigar com ela e a abandonar, o denuncia para a polícia.

Estreia Brasil:
1960
Outras datas
Denunciar algo errado
Em DVD
Trailers
  • Nenhum trailer cadastrado.
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: