III Festival de Música Popular Brasileira

1967

III Festival de Música Popular Brasileira

Média geral 4.7
baseado em 10 votos
Sua avaliação:
salvando

O evento, organizado por Solano Ribeiro, teve quatro edições de 1966 a 1969, e o III FMPB aconteceu em outubro de 1967 no Teatro Paramount, hoje Teatro Renault, em São Paulo e essa edição ficou conhecida como o “Festival da Virada”.

O Brasil vivia sob a ditadura militar, que controlava a vida social brasileira, principalmente na área da cultura (música, teatro, cinema e literatura) que encontraram, apesar da vigilância, repressão e perseguição formas de protestos contra o regime militar.

Na música surgiram canções de cunho social e de protestos, que chegaram a uma expressiva parcela da população devido à participação nos festivais realizados pelas emissoras de televisão que eram transmitidos às várias regiões do Brasil e tendo a Rádio Universitária contribuído com essa tarefa em Goiânia.

Gal que emplacaria no ano seguinte do festival participa nesse cantando Dadá Maria, de Renato Teixeira. A canção agradou, mas não emplacou -- e permanece hoje, com sua letra meio desarticulada, apenas como registro curioso da era dos festivais.

O fato marcante do III FMPB foi a intensa vaia que o público presente deu à canção Beto Bom de Bola cantada por Sérgio Ricardo. Sérgio tentou por vários minutos cantar a música apesar das vais e disse ao público que depois daquele festival a música seria conhecida como ”Beto Bom de Vaia”. Como as vaias continuaram, e mais fortes, Sérgio quebrou o violão e o jogou contra a platéia.

III Festival de Música Popular Brasileira: "O festival da virada"

1º Lugar: Ponteio (Edu Lobo e Capinam) – intérpretes: Edu Lobo, Marília Medalha, Momentoquatro e Quarteto Novo

2º Lugar: Domingo no Parque (Gilberto Gil) – intérpretes: Gilberto Gil e Os Mutantes

3º Lugar: Roda Viva (Chico Buarque) – intérpretes: Chico Buarque e MPB-4

4º Lugar: Alegria, Alegria (Caetano Veloso) – intérpretes: Caetano Veloso e Beat Boys

5° Lugar: Maria, Carnaval e Cinzas (Luiz Carlos Paraná) – intérpretes: Roberto Carlos

6° Lugar: Gabriela (Francisco Maranhão) – intérpretes: MPB-4

Melhor Intérprete: Elis Regina – O Cantador (Dori Caymmi e Nelson Motta)

Melhor letra: Sidney Miller ("A estrada e o violeiro")
Melhor arranjo: Rogério Duprat ("Domingo no parque")

Estreia Brasil:
1967
Outras datas
Denunciar algo errado
Trailers

Comentar: