Jovem Guarda - 50 anos de alegria

2015

Jovem Guarda - 50 anos de alegria

Média geral 3.2
baseado em 2 votos
Sua avaliação:
salvando
40 minutos

Três reportagens da série do JR exibida no fim de agosto de 2015 sobre as cinco décadas do programa e do movimento que influenciou gerações de brasileiros.

"No verão de 1965 Roberto Carlos antecipou o inverno e fez nevar no palco. Hoje a cena parece inocente, mas naquele tempo de rígidas normas de comportamento foi um grito de rebeldia inesperado. A canção 'Quero que vá tudo pro inferno' contagiou o país. Foi tão marcante quanto outros dois grandes sucessos do rock naquele ano: 'Hell', dos Beatles, e 'Satisfaction' do Rolling Stones. 'Beatles, Rolling Stones... no mundo inteiro esse movimento se chama rock and roll, aqui no Brasil se chama Jovem Guarda', lembra Eduardo Araújo.

No comecinho, antes de mandar tudo pro inferno, a garotada balançava com as versões, como 'Road Hog' (O Calhambeque), 'The Wanderer' (Lobo Mau) e 'Bus Stop' (Pensando Nela). As composições próprias foram chegando devagar, e assim a turma do iê-iê-iê mudava a história da música com 'Eu Sou Terrível' e 'Vem Quente Que Eu Estou Fervendo'. Samuel Rosa recorda: 'toda vez que eu canto com o Erasmo Carlos eu falo: o homem que inventou o rock cantado em português. Porque é de extrema importância isso, talvez se não fossem eles nós não cantávamos. Em alguns países acham que o rock tem que ser em inglês.' Em 1964, Roberto e Eramo Carlos fizeram um grande sucesso e 30 anos depois, em 1994, veio Skank com 'É proibido fumar'.

Reportagem de Adriana Araújo também destaca a história e a carreira de Wanderléa, a primeira popstar do Brasil.

Estreia Mundial:
2 de Setembro de 2015
Outras datas

Elenco de Jovem Guarda - 50 anos de alegria

Nenhum.
Denunciar algo errado
Trailers
  • Nenhum trailer cadastrado.
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: