Quem Espera Por Sapatos de Defunto Morre Descalço

1970

Quem Espera Por Sapatos de Defunto Morre Descalço

Média geral 3.5
baseado em 9 votos
Sua avaliação:
salvando
33 minutos

Filme opaco, secreto como um búzio. Parafraseando Rimbaud, é necessário dizer que le vrai film est ailleurs. O que se pretende filmar não é tanto o filme mas o seu reflexo. Obscuramente, como num espelho. É, portanto, face a um espelho que Mónica, através da palavra reflectida, desmascara o seu jogo ao desmascarar o de Lívio e, pela palavra, ela liberta-se. Aqui, a palavra é opção moral, consciência nua, assunção da verdade. O olhar de Mónica (ou do seu duplo) em direcção a um Lívio ausente é expulsado da imagem (o verdadeiro filme está off- off, para lá da ilusão do ecrã) e insere-se num movimento de fascínio e de repulsa que organiza continuamente o seu debate interior. A descoberta do seu olhar? A descoberta do próprio filme, of corse.

Filme transparente, aberto como um pássaro a voar. Ensaiemos uma outra maneira de auscultar o movimento vago e misterioso. De que se trata, no fim de contas?

Estreia Brasil:
1970
Outras datas

Elenco de Quem Espera Por Sapatos de Defunto Morre Descalço

Denunciar algo errado
Trailers
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: