Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

filmow.com/usuario/alissonkalil/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > alissonkalil
Moderador
27 years, Curitiba (BRA)
Usuário desde Novembro de 2009
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

E era bom. “Não entender” era tão vasto que ultrapassava qualquer entender – entender era sempre limitado. Mas não entender não tinha fronteiras e levava ao infinito, ao Deus. Não era um não entender como um espírito. O bom era ter inteligência e não entender. Era uma benção como a ter loucura sem ser doida. Era um desinteresse manso em relação às coisas ditas do intelecto, uma doçura de estupidez.

Clarice Lispector

Últimas opiniões enviadas

  • Alisson Gustavo

    Filme de uma cena só. Chega até a ser estranho o impacto que essa pequena sequencia traz, sendo que o filme todo não tem profundidade.

    Apesar disso, o universo cyberpunk é magnífico e toda obra que contempla essa realidade tem um pouco de Blade Runner em si. Não é só clássico, mas referência.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Alisson Gustavo

    Terrível. Pastelão de primeira, Thor Ragnarok merecia tudo, menos esse nome.
    O Grandmaster poderia até ser um alívio cômico no filme, porém o roteiro se apresenta como uma comédia de ponta a ponta de forma que Os Trapalhões - Ragnarok seria um título mais adequado.
    Ragnarok é o fim, é a morte de algo divino. Merecia muito mais densidade.

    A introdução da vilã também foi um lixo. Muito precipitada.

    E o pior de tudo é que a Marvel faz isso de propósito.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Alisson Gustavo

    Talvez a protagonista que o Yance imaginou para o seu documentário fosse a impunidade e a dor seria apenas coadjuvante, mas o resultado foi muito mais pessoal, diria que esse documentário é sobre a dor e a vulnerabilidade por trás de uma feição dura, feição essa construída por anos de mágoa.
    Me parece que contar essa história é uma tentativa de espulgar todo esse sentimento de si, de dar uma chance de sua mãe se livrar disso também. Não acho que devemos julgar o caso, apenas me sinto grato por ele ter compartilhado isso tudo, e espero que encontre sua paz.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Alethéa
    Alethéa

    não consigo parar :(

  • Marina de Assis
    Marina de Assis

    Então, assistia, mas estava assistindo mais drop dead diva. Agora mesmo não vou ter tempo pra assistir, concurso, processo seletivo de estágio e faculdade...muita coisa pra fazer!
    A órfã achei tenso, não terminei de assistir kkkk
    o chamado é bom espíritos melhor ainda! Já assistiu o 2? Você nunca está sozinho.muito bom!