Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

filmow.com/usuario/amabesu/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > amabesu
26 years Rosário do Sul - (BRA)
Usuária desde Dezembro de 2009
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Cecília

    O episódio B.A.N. realmente tem sacadas muito boas. A crítica aos programas sensacionalistas, para além dos talk shows, que usam pautas sociais para obterem audiência, promovendo desinformação e a crítica ao racismo e ao abuso de poder por parte de policiais nos comerciais são ótimas. O ponto negativo é a reportagem sobre o homem ''trans-racial'', que mais soou como uma piada de mau gosto em relação à construção das identidades trans do que uma crítica a teorias pós-modernas, como foi comentado aqui.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Pode não ter sido a intenção de Donald Glover, mas deu a impressão que as identidades trans não passam de uma grande ilusão, sem mencionar que o personagem da reportagem fictícia em muitos momentos parece delirar. Assisti as cenas algumas vezes para ver se conseguia perceber alguma crítica, mas só identifiquei transfobia. A parte em que o repórter pergunta ao homem ''trans-racial'' como ele afirma sua identidade e ele fala que se veste de tal jeito e se imagina após a cirurgia, que supostamente vai modificar sua cor, não passa de uma enorme redução de como é a transição social de gênero de uma pessoa trans. A cena em que o personagem do médico diz que a cirurgia é possível, mas que o homem ficará ''estranho'' não me mostrou nada além de uma percepção transfóbica sobre os corpos de pessoas trans que passam pela cirurgia de transgenitalização. Não há propósito nas cenas que não uma sátira de mau gosto.

    Apesar disso, não há como não reconhecer as ótimas críticas ao machismo e principalmente ao racismo, inclusive nesse sétimo episódio. Representatividade, desmistificações de estereótipos racistas e alguns questionamentos acerca da masculinidade fazem de Atlanta uma série muito importante. Infelizmente o roteiro de Donald Glover em alguns momentos soa machista e transfóbico, mesmo que de forma sutil.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Cecília

    "A liberdade é a mais elevada característica do espírito humano, a velha fonte do divino e a verdadeira imortalidade da vida. Nosso encarceramento nesta humilde prisão do corpo é só uma nulidade que não deve perturbar o voo dos nossos pensamentos. A liberdade interior é, por mais ameaçada que pareça, um fato fascinante e inquebrantável que seguramos nas mãos quando as elevamos para a luz eterna."

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Carlos
    Carlos

    Rosário do Sul - RS? Sério? hehehe não poderia negar essa amizade. Meu pai era daí, volta e meia passo pra ver a família. Favoritos intrigantes! Até mais.

  • Morgan Leon
    Morgan Leon

    belos favs :)

  • Évylla
    Évylla

    mandando aqui pra ce me mandar as indicações. bejas