filmow.com/usuario/anahsena/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > anahsena
23 years Manaus - (BRA)
Usuária desde Maio de 2014
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Sou apaixonada por filmes! Eles tem o poder de nos fazer sonhar, imaginar, refletir, nos divertir e ainda, quando são realmente bons, mudam alguns dos nossos pontos de vista. Meu gosto não é peculiar. Me defino como uma pessoa extremamente clichê e simples (e isso vai além do cinematográfico). Meus gêneros prediletos são: drama, romance, comédia romântica (quem não gosta de um felizes para sempre de vez em quando, não é mesmo!?), filmes de tribunais, crimes e leis. Uma pseudo cinéfila que rabisca algumas resenhas vez ou outra.

Últimas opiniões enviadas

  • Ana Sena

    A primeira a coisa a dizer sobre Den skyldige (nome original) é: QUE FILME!! primeiro longa visto em 2019 e não decepciona! Agradeço ao cinema de arte do cinépolis por isso (sinceramente, a experiência de ver um bom filme no cinema é insubstituível!). Dito isto, vamos ao filme!

    A Culpa (nome em português) é um longa que conta a história do policial Asger Home (Jakob Cedergren), que após cometer um erro no trabalho de rua, acaba confinado ao serviço de atendimento de emergência. Durante um turno, ele atende a ligação de uma mulher (Iben) que foi sequestrada e o policial acaba envolvido na trama na tentativa de salvar a vítima, apesar do trabalho dele ser estritamente repassar a situação para delegacia.

    O filme Dinamarquês é dirigido por Gustav Möller que também assina o roteiro junto com Emil Nygaard Albertsen. Nos primeiros 15 minutos de filme já percebemos o peso da trama e a carga emocional do protagonista. É incrível como Gustav brinca com o público ao apresentar fragmentos de informações durante a projeção, fazendo com que o telespectador fique tenso e tentando entender o que vai acontecer a seguir.

    Mesmo tendo pouquíssima experiência com longas filmados em um único ambiente, sei que é algo difícil de fazer e principalmente em deixar quem assiste interessado, mas A Culpa não sofre com esse problema. Graças a ótima direção, roteiro e também da atuação de Jakob Cedergren, ficamos atentos (sem respirar direito, no meu caso) até os últimos minutos.

    É engraçado como as reações do protagonista muitas vezes refletem a nossa, como de querer estar no local, de olhar, vislumbrar, saber o que de fato é aquilo. A sensação de impotência, de querer ajudar e ao mesmo tempo não poder fazer nada (quem nunca sentiu isso?). A fotografia é regular, assim como a montagem. O trabalho na mise en scène é muito bem feito.
    Enfim, A Culpa é um suspense de qualidade. Para quem gosta de filme bom, sem sangue, tiros ou correria, vale a pena ser visto!

    Nota: 8

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Ana Sena

    Um filme doloroso e bonito, é assim que consigo definir The Third Wife (NGUOI VO BA). Uma produção vietnamita da diretora ASH MAYFAIR, que também assina o roteiro.
    O longa retrata a vida na zona rural do Vietnã no século 19 e conta a história da menina May, que com apenas 14 anos que se casa com um rico dono de terras e se torna a terceira esposa, realidade da cultura local e é nesse ponto que ele choca, desde as primeiras cenas.
    O filme com apenas uma 1h30 minutos tem uma narrativa linear, fotografia bonita com momentos belos quando se passa nos longos e verdes campos do Vietnã. Tem trilha sonora melancólica, atuações bonitas e verossímeis.
    May, interpretada pela atriz (LE VU LONG) é a escolha perfeita para terceira esposa e o ponto central do longa do começo ao fim. O espectador só vê o que a protagonista enxerga e sente ao longo do filme. Coisas inimagináveis à jovem, é desconhecido para quem assiste. Por conta disso, ficamos com algumas dúvidas ao final do filme.
    The Third Wife é um longa sobre descobertas, sobre cultura e sexualidade. É sobre uma menina completamente inocente lançada em uma família culturalmente diferente do que estamos acostumadas. É sobre sua dor, suas dúvidas, suas confusões, seus medos e desesperos (como implorar para ter um filho homem). É também um filme sobre família, sobre mostrar que todos temos demônios interiores, apesar de tentar parecer para o mundo que somos comuns. O filme mostra sem nenhum pudor o preço que terceiros pagam por nossos pecados e, naquela realidade, a falta do poder de escolha.
    May nos faz sentir dor, tristeza só com o olhar, com cada palavra que ela nunca diz ou quando vemos aquela criança grávida e feliz. Uma realidade inimaginável para muitas meninas nessa idade. Dizer mais que isso seria spoiler, então recomendo ver o filme. Vale muito a pena pelas reflexões que fazemos assim que os créditos ganham vida na tela grande.
    Nota: 7,5

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Rodrigo
    Rodrigo

    Ana vc tem um sonho de ser crítica de cinema e eu acho que vc daría uma excelente crítica. Vc tem um ótimo gosto para filmes e séries!! Um abraço linda...

  • Marcelo
    Marcelo

    Aproveito a oportunidade para te convidar e a seus amigos para entrar e até mesmo a ajudar a tocar no facebook um grupo de cinema. Chama-se "AMANTES DA SÉTIMA ARTE", que prioriza as boas viagens, um grupo de trocas de filmes que respeitem as crianças e a diversidade das espiritualidades:
    www.facebook.com/groups/amantesda7arte/

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.