filmow.com/usuario/andarilho93/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > andarilho93
25 years
Usuário desde Maio de 2018
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Vinícius

    Existem muitos outros documentários. e livros, melhores sobre Kurt Cobain e a trajetória do Nirvana. Enquanto esse aqui só teve a função de exibir a fundo a vida particular do artista, e assim saciar a curiosidade do público, gerando lucros a sua viúva, filha e produtores. A despeito de tudo o que ele lutou contra quando vivo, a exploração de sua vida e imagem pela mídia.
    1/5 pelo bom trabalho gráfico realizado.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Vinícius

    Bom filme, porém perde o ritmo com a desnecessária inserção do psiquiatra em uma entrevista, dando um aspecto de documentário e de "utilidade pública" quanto a questão do suicídio. A história poderia muito bem ser melhor aproveitada, até mesmo com a supressão do nome da personalidade que o inspirou, o próprio Vinícius/Yonlu, por um outro nome, evitando a mitificação da trágica história de um adolescente que se tornou conhecido apenas por ter suicidado com apoio da internet e de ter deixado algumas músicas gravadas. O elenco poderia ser melhor usado também ao invés de fazer apenas um quase fundo para a fala em off do protagonista, do psiquiatra ou de pretexto para a inserção dos clips.
    Acho interessante histórias trágicas e verídicas serem tratadas de forma impessoal e sem muito julgamento quanto aos fatos. Coisa que aqui não aconteceu, chegando a pagar um tributo à personalidade do protagonista.
    Se Yonlu era um gênio, isso é muito subjetivo. Julgo que era mais um adolescente de classe média alta em crise existencial típica da fase, principalmente dentre os desajustados, que usava a música, a escrita e a pintura como terapia e vazão aos seus sentimentos.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Vinícius

    Personagens solitários, covardes demais para conseguir encarar a vida e fazer dela algo além da mecanicidade que as obrigações nos impõem. A protagonista é a única que parece tentar fugir da imposição sufocante da vida, que em alguns momentos tenta vencer o orgulho, a timidez e a solidão tentando transpor a barreira entre ela e os demais. Porém esses já estão domesticados demais pela rotina e apegados às próprias dificuldades em superá-la.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.