filmow.com/usuario/anna_rios/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > anna_rios
Curitiba - (BRA)
Usuária desde Fevereiro de 2013
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

“You mustn't be afraid to dream a little bigger, darling."

Últimas opiniões enviadas

  • Anna

    Assisti num piscar de olhos. Me lembrei de Dexter em vários momentos, mas aqui a abordagem é outra. Dexter era um tanto quanto romantizado (ou muito!). A premissa de You é outra. É acabar com a ideia de que um sociopata é aquele maluco que não sai de casa, a não ser pra matar meia dúzia no cinema.
    Ninguém tem uma estrela na testa. Você começa achando que "não é nada demais" e torce várias vezes para as coisas darem certo pro cara. Achei um recado claro e sutil. Tem furos, sim, não é perfeita nem de longe. Mas achei muito, muito boa no que se propôs.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Anna

    Gostei.
    Mas achei que o Franco é um ator razoável sempre e o Jonah Hill poderia ter sido muito, mas muito melhor. Ele passou o filme todo com aquela cara de assustado e acabou pecando em não dar a devida ênfase nas cenas necessárias.
    Quem se destacou, pra mim, foi a Felicity, que analisou o cara em todas as oportunidades. O olhar dela deixava muito claro que ela estava fazendo isso.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    No fim das contas, de caso pensado, o que o Christian Longo fez foi 'seduzir' o jornalista, querendo ser ensinado sobre o poder de persuasão das palavras para alegar inocência e convencer com o discurso.
    Valeu o filme inteiro a cena em que a Jill foi tirar a máscara do Longo.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Anna

    É interessante, acima da média e melhor que outros filmes apocalípticos. Me lembrou muito, mas MUITO mesmo, o Ensaio sobre a Cegueira. Às vezes, não enxergar o que lhe mostram pra não se contaminar é mesmo a melhor saída.
    Além disso, veja só...

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Uma mulher que se viu grávida e só, que havia sido criada em um lar desequilibrado, com pai ausente, absolutamente não queria, se recusava a ser mãe. E pelo mesmo motivo não deu às crianças nem nomes, nem a ligação maternal, para que eles não tivessem que perdê-la. Mas na prática, eles tinham nome e ela era a mãe deles. Ela conseguiu fugir do mal, mas não do bem.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Vinícius
    Vinícius

    Eu te amo mais <3

  • Anna
    Anna

    Ow, Eric. Muito gentil. =]

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.