filmow.com/usuario/ariadnequeen/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > ariadnequeen
São Paulo - (BRA)
Usuária desde Julho de 2016
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Ariadne

    A ordem cronológica da série é fantástica e os depoimentos são preciosos. Um material vasto mas muito bem explicado, bem mastigado. Argumento, roteiro, tudo ali funcionando para contar da melhor forma possível a história do hip hop.

    Mal posso esperar pela terceira temporada. Esperei tanto por esta segunda temporada! Acredito que poderiam ter mais de quatro episódios por temporada, algo como sete episódios. Assim evvitariam a série terminar com a história muito inacabada e correr aquele risco horrível de cancelarem algo inacabado.

    Nesta temporada as mulheres já apareceram mais, algo que senti falta na primeira temporada. Mas ainda sim senti falta de alguns nomes femininos que fizeram parete da história durante o espaço cronológico desta temporada.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Ariadne

    Foram anos e anos esperando produzirem e lançarem este filme. Foram anos de drama lendo e vendo quem interpretaria Freddie Mercury, um vai e vem malujco, troca de equipe, troca de atores. A angústa me fazia pensar que o filme nunca sairia do papel.

    Mas saiu. E o resultado foi muito bom!

    Falo aqui como fã de longa data do Queen e também como profissional de fotografia e do meio audiovisual. Portanto, meu review pode acabar dando a impressão torta de "morde e assopra", que não é a intenção.

    As atuações são formidáveis e a verossimlhança física com os integrantes do Queen chega a ser impressionante, especialmente no caso de Brian May (interpretado por Gwilyn Lee), John Deacon ( Joseph Mazzello) e Freddie Mercury (Rami Malek)

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    - tirando aquele olho azul que poderia ter sido contornado com uma lente

    . Não apenas a semelhança física e de rosto, mas os trejeitos todos de gesticular, de tocar um instrumento, de andar e de falar.

    Foi complicado ter condensado tanta informação em duas horas de filme, imagino que foi bem complicado escolher o que inserir no roteiro, como contar a história (e até onde contá-la) e o que apresentar na versão de cinema. O Queen teve mais de 20 anos de carreira, assim como Freddie, e foram anos intensos, grandiosos e recheados de experiências.

    Acredito que pelo formato ser um filme, por terem escolhido a história terminar num determinado ponto e para não deixar o filme gigantesco, optaram por "reescrever" a biografia de Freddie e até do Queen. Isto para mim foi um problema, como por exemplo,

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    quando falam que Freddie descobriu ter AIDS em 1985 antes do Live AID (ele descobriu em abril 1987, um ano após a última turnê da banda). Ou então quando a cronologia ficou confusa ao utilizarem imagens do Rock In Rio para contar o sucesso dos shows da turnê "Play The Game", de 1981, na qual o maior show de todos foi na verdade em São Paulo - e junto disso mencionaram o sucesso do RiR, uma salada.

    O final tinha tudo para ser bombástico. De certa forma, foi. Impossível ficar parado, impossível não chorar!

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Mas teria sido melhor colocarem só textos explicando o que ocorreu depois do Live AID, quando e como Freddie morreu. Ficou parecendo apresentação apressada de Power Point.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Ariadne

    Um bom filme. O que me agrada nele não é apenas a atuação do Wagner Moura ou como o filme propõem e trás o debate polícia vs bandido. Me agrada a simplicidade e a proximidade como tudo foi gravado, muitas vezes usando uma única câmera.

    Só uma coisinha me desagradou: o filme tem um problema de temporalidade que no começo me deixou meio confusa.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    A história se passa em 1997, porém, a ambientação, a cenografia, os figurinos e muitas outras coisas não foram ambientadas corretamente. Isso causa uma confusão temporal, pois fala-se em 1997 mas o que vemos é muito mais 2008.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nenhum recado para Ariadne.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.