Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > bagdad
33 years São Paulo - (BRA)
Usuário desde Setembro de 2019
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Arthur Vasconcelos

    Apesar da curta duração, é um especial muito interessante. Os três estavam em ascensão, e eles conversaram sobre vários temas interessantes. O programa é antes dos lançamentos de "Videodrome" e "The Thing"; portanto, como o Cronenberg havia feito sucesso com "Scanners", ele ainda era uma promessa do Canadá (deixou de ser uma promessa depois). Foi uma conversa muito legal, e até engraçada em vários pontos. O Garris disponibilizou no YouTube (sem legendas).

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Arthur Vasconcelos

    Um clássico com várias qualidades: o filme é o primeiro Canuxploitation; é o primeiro filme do Canadá que foi distribuído por um grande estúdio nos Estados Unidos (Warner Bros.); é em 3D (algo muito explorado nos anos 80); tem uma ótima atmosfera onírica; uma forte mensagem nas entrelinhas sobre o vício, e é repleto de elementos que ficaram muito populares em clássicos da Itália, França, Espanha e Estados Unidos. Contudo, é uma obra desconhecida por boa parte dos fãs de horror. Ao lado da Austrália, o Canadá possui o melhor cinema B do mundo; porém, muitos fãs não conhecem os filmes (apenas os filmes do Cronenberg).

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Arthur Vasconcelos

    Eu estava louco para assistir este documentário, e hoje, eu finalmente consegui (uma alma caridosa disponibilizou online). Sinceramente, não é o melhor documentário sobre o cinema de horror, nem sobre o cinema americano de horror. Mas, é o melhor documentário sobre o cinema americano de horror dos anos 80. Basicamente, é composto por 98% de filmes americanos, e 2% de outros países (Canadá na maioria). Eles falam dos filmes entre 80 e 89, e outras coisas: gênero horror; efeitos; anos 80; VHS; fãs; trilha; cinema; atmosfera; nostalgia, etc. Eu gostei muito das entrevistas (o Carpenter sempre surpreende nos documentários) e, dos filmes selecionados; porém, muitos filmes bons não foram mencionados - e, alguns filmes "fracos" foram (os filmes ficam alinhados, então, muito filme legal aparece, mas não é mencionado). Outro ponto importante: muita gente legal fala pouco e, alguns não tão importantes falam muito. Eles falaram de alguns filmes que eu não conhecia, portanto, é um ótimo material de introdução. Quem é fã do cinema de horror, e fã do cinema americano de horror dos anos 80, vai gostar. Eu adorei. O documentário possui 4 horas e 23 minutos, mas, acaba com 4 horas e 12 minutos (eles fazem uma homenagem ao Cohen nos créditos, pois, ele faleceu em março deste ano). Está disponível via streaming (sem legendas). O estúdio tem um documentário dos filmes de ação (será lançado em breve), e está em campanha para lançar um do cinema sci-fi.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nenhum recado para Arthur Vasconcelos.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.