Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

filmow.com/usuario/biacruz/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > biacruz
29 years, RIO DE JANEIRO - RIO DE JANEIRO (BRA)
Usuária desde Janeiro de 2010
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Tricolor.
Carioca.
Estudante de Jornalismo.

Gosto de: cinema, Fluminense e chocolate.
Não Gosto de: ciências exatas, flamengo e pão de queijo.

Últimas opiniões enviadas

  • Beatriz

    Bem bobinho e sem propósito. A Mila, personagem principal, vai para a Terra para supostamente observar e talvez auxiliar os terráqueos no processo de evolução da sociedade, mas na realidade não faz nada de útil. Apenas se envolve em situações e conflitos de um grupo de pessoas e tenta ajudá-las a superar aquelas dificuldades específicas.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Podiam ter feito a sociedade evoluída um pouco melhor. Me pareceu apenas uma mistura de comunidade hippie com vida de artista de circo + telepatia. Achei bem sem graça. O que é aquela "desconexão"? Para que serve? Se for só pra fazer as pessoas passarem vergonha, fazerem um papel ridículo ou parecerem malucas é muita imaturidade dos seres evoluídos, né?

    Outra coisa que incomoda é quando eles se referem à música como algo ultrapassado (porque na sociedade deles há "concertos de silêncio"). Também não parece coisa de gente evoluída. No mais, a telepatia é impressionante, mas ter que enfiar os dois pés na água para fazer ligações à distância não parece muito evoluído.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Beatriz

    Muito bom. O filme levanta debates muito interessantes e faz o espectador refletir sobre diversas questões éticas e filosóficas.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    No início do julgamento, quando é preciso estabelecer exatamente qual ou quais seriam as acusações contra deus, um dos prisioneiros diz que ele deve ser julgado por homicídio ou por ser cúmplice de homicídio. Porém a acusação acaba mudando para quebra de contrato, já que os judeus teriam feito um pacto com deus e seriam seu povo escolhido. Essa é melhor sacada do filme.

    No final, um dos prisioneiros enumera as diversas vezes em que, de acordo com a Torá, para proteger ou beneficiar seu povo, deus teria assassinado ou ordenado aos judeus o genocídio de outros povos, sem misericórdia. Outro prisioneiro tenta argumentar dizendo que se trata do deus deles, no que o primeiro responde: mas deus não fez também os egípcios ou estes teriam sido obra de outro deus?. Ou seja, se deus criou todos os humanos, os animais e outras formas de vida, por que escolher apenas um grupo para proteger? Para que criar outros povos apenas para torturá-los e fazê-los sofrer?

    Ao questionar a justiça da própria premissa na qual se baseia a acusação do julgamento, ele aponta para a hipocrisia de seus companheiros. A indagação não é por que que deus estava permitindo que os nazistas cometessem aquelas atrocidades e sim por que ele não protegeu os judeus especificamente. É bom lembrar que o nazismo também perseguiu e assassinou ciganos, homossexuais, comunistas e deficientes. Ele conclui: “O povo de Amalek, o povo do Egito... Como foi para eles quando Adonai se virou contra eles? Foi assim. Nosso deus não é bom. Ele não é bom. Nunca foi bom, apenas esteve do nosso lado”.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Beatriz

    Chato e cansativo. A personagem principal não tem equilíbrio emocional nenhum. Aliás, falta maturidade emocional em quase todos os personagens. Considerando que a faixa etária deles gira em torno dos quarenta/cinquenta anos, é preocupante.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Nunca vi tanto drama e indecisão por tão pouco. O relacionamento da Isabelle com o ator é insuportável. "Vamos jantar/ Não vamos jantar. Vamos tomar um drink no meu apartamento/Não vamos, Should I stay or should I go, Vamos transar/não vamos transar/ Ops, foi mal aí, acho que me arrependi." Sem falar que nem tudo na vida requer uma DR.

    Um dos colegas da Isabelle está interessado nela, mas não tem a coragem de falar isso diretamente. Então quando ela começa a sair com outro homem, ele resolve começar a dizer que acha que o relacionamento deles não vai dar certo por x, y e z. Francamente...

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Francisco Paulo
    Francisco Paulo

    América (não vale rir, rsrs);
    Carioquíssimo,
    Estudante de Paisagismo (fico olhando, admirando e estudando a paisagem, kkkkk.. não faço p. nenhuma pra ninguém).
    Abraços.
    Muito prazer,
    Chiquinho.

  • HB
    HB

    Oi, Beatriz!
    Tudo bem?

    Vi que você cadastrou o filme "Em Nossas Mãos".
    Não querendo ser chato, mas tem como só atualizar as maiúsculas do título? :)

    Obrigado desde já!