filmow.com/usuario/brunobalog/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > brunobalog
27 years
Usuário desde Julho de 2014
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

"I don't want realism, I want magic."

Últimas opiniões enviadas

  • Bruno Balog

    Tô surpreso com os comentários daqui. O filme é uma completa homenagem ao estilo cinematográfico dos anos 50, desde o título e o poster até roteiro, direção, trilha e atuações, e vem gente falar que tem cara de "fake" e de "novela da redetv". Não gostar é uma coisa, mas parece que tá foda de sequer entender a proposta da obra.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Bruno Balog

    Eu precisei ver duas vezes para conseguir apreciar o filme, mas virou fácil um dos meus favoritos. O roteiro, a produção e a fotografia são recheados de simbolismos que se amarram muito bem e constroem uma obra fascinante. Separei algumas interpretações de simbologia a quem interessar que eu acho importantes para conseguir mergulhar e apreciar melhor o universo de Neon Demon:

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    BRUXARIA
    O trio Ruby, Sarah e Gigi já foi apontado como uma referência à religião Wicca e dá margem para inúmeras interpretações. O ritual de preparação pelo qual Jesse passa durante todo o filme é visto por alguns como um sacrifício para convocar demônios. Outras teorias baseiam-se na Deusa Tríplice, um símbolo da religião pagã que representa ciclos da vida feminina comparados às diferentes fases da lua:

    - Donzela: nascimento, juventude e crescimento (lua crescente)
    - Mãe: fertilidade, estabilidade e poder (lua cheia)
    - Anciã: sabedoria, maturidade e morte (lua minguante)

    Cada uma das personagens seria a personificação de uma fase. Sarah é a Donzela, modelo jovem buscando ser reconhecida e com sede de ascensão. O ritual de canibalismo do final lhe dá nova confiança e prestígio na carreira. Ruby é a Mãe, a que comanda as principais ações do filme e conduz Jesse do começo ao fim. Após o ritual, Ruby deita nua sob a luz da lua cheia. Gigi é a modelo experiente, considerada velha e que precisa de plásticas para assegurar sua beleza. O canibalismo tem um efeito negativo e ela se suicida.

    CANIBALISMO, PEDOFILIA E NECROFILIA
    O filme inspirou-se na história real de Isabel Báthory, a "condessa sangrenta", conhecida por torturar e matar mais de 600 garotas e banhar-se no sangue delas. A crença de que o sangue de jovens garotas traz rejuvenescimento e beleza aparece primeiro quando Sarah tenta lamber o sangue de um corte de Jesse. Quando a protagonista morre, seu sangue serve como banho para as outras personagens e seu corpo, alimento.

    A proposta de Nicolas Winding Refn era, mais do que mostrar a superficialidade e os bastidores cruéis do mundo da moda, explorar a nossa geração e a sociedade do consumo imediato, literal e figuradamente. As relações não são aprofundadas e ninguém está preocupado em criar intimidade, as pessoas se usam para conseguir o que querem. A cena que explicita isso é quando Ruby pergunta a Jesse: “você é comida ou sexo?” Estes são os dois consumos imediatos possíveis para as personagens do universo de Refn. O filme aborda a pedofilia (o dono do hotel interpretado por Keanu Reeves oferece uma menina de 13 anos a outros homens), a necrofilia (o ápice do consumo imediato e da total ausência de personificação da outra parte, visando apenas o prazer próprio) e o canibalismo. Ao se recusar a ser “sexo” e transar com Ruby, Jesse vira “comida” para as garotas.

    PROGRAMAÇÃO BETA SEX KITTEN
    É conhecida no projeto MK Ultra a programação de meninas jovens para tornarem-se objetos sexuais e portarem-se de forma madura e com aparência adulta mesmo ainda na adolescência (i.e. Brooke Shields fotografada nua aos 10 anos, interpretando uma prostituta aos 12 e gravando cenas de sexo aos 14). A programação leva o nome "sex kitten" por criar uma alter persona felina ("kitten" = "gatinho" em inglês).

    Jesse começa o filme com 16 anos, inocente e com pudor. Ela recusa os avanços de um garoto e hesita ao tirar a roupa na frente de um fotógrafo. A personagem tem um encontro com uma onça no íncio do filme, que marca uma mudança nas roupas e na atitude da personagem. Em contraste com a onça viva no início, Jesse, pouco antes de morrer, passa por uma onça empalada como peça de decoração.

    OCULTISMO E PROGRAMAÇÃO
    Ainda no projeto MK Ultra, a dissociação de personalidade faz com que uma pessoa assuma outra persona a fim de servir à indústria. No começo do filme Jesse assiste a um show onde um corpo amarrado é erguido no ar, um retrato indireto de alguém sem poder sobre suas ações ou destino. Jesse sorri para o espetáculo e caminha até ele, inconscientemente aceitando aquilo como seu destino e início da sua programação.

    Na sua primeira sessão profissional, o fotógrafo manda Jesse ficar nua e a coloca num cenário completamente branco. O papel do fotógrafo aqui pode ser interpretado como o de um preparador, a figura responsável pela iniciação da vítima. Elementos nostálgicos atraem a vítima da programação, fazendo com que ela pense estar vivendo um tipo de fantasia na forma de um herói da infância e Jesse aparece aqui maquiada com adereços que lembram uma personificação da personagem Zelda. O fotógrafo então apaga as luzes, transforma o cenário branco em preto e começa a pintar de dourado o corpo nu de Jesse, customizando sua futura nova imagem.

    A cena mais memorável do filme, pra mim, é o transe de Jesse antes de um desfile. A sequência começa com tons de azul e termina no vermelho (muito presente ao longo do filme) e há triângulos invertidos. No ocultismo, triângulos para cima simbolizam a ascensão divina e triângulos invertidos são a inversão da energia divina e a convocação das forças do inferno. Os três triângulos invertidos também fazem referência à Triforce da Lenda de Zelda.

    No começo da sequência, Jesse encara as luzes azuis assustada. Ela aparece entre dois espelhos e contempla seu reflexo em um deles. As cores mudam drasticamente para o vermelho, os triângulos invertidos tomam conta e Jesse encara o espectador com olhar dominador e beija o reflexo no outro espelho, como que escolhendo um lado ou se despedindo dele. Esta representação da dissociação de personalidade é um ponto chave para a programação: o controle da mente é bem sucedido e a pessoa se despede de seus traços originais para encarnar uma nova identidade. A partir desta cena, Jesse veste roupas mais escuras, tem um olhar frio e sua postura é mais confiante e sombria.

    A evolução da perda da inocência de Jesse também é vista em outros elementos do filme. Na primeira metade, eIa aparece predominantemente com cores claras enquanto as outras personagens vestem preto e tons mais escuros. É o choque da pureza da personagem com o “demônio de neon”, Los Angeles.

    O contato de Jesse com flores também marca dois estágios desta mudança, considerando-se como puro o que vem da natureza. Primeiro, Jesse é selecionada em um casting, corta sua mão e é atacada por outra modelo, rompendo sua pureza até então imaculada. Ela recebe flores de Dean e desmaia. Depois do ritual de dissociação, Jesse, agora apática e indiferente, arranca as flores de um vaso e as joga no lixo.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Bruno Balog

    Fiquei muito impactado com a força desse filme. Me senti sufocado com o universo em que a Carol vive, jogada nas mãos de homens que a negligenciam e silenciam e cercada de mulheres que não sabem sequer embrulhar um presente e falam dela pelas costas. É desesperador ver que a falta de apoio colocou ela num falso caminho de autoconhecimento disfarçado de um discurso que culpa até mesmo vítimas de estupro pelos sintomas de suas doenças ao invés de realmente buscar uma cura. Apesar de não ter encontrado nenhuma fonte, acredito que o filme tenha forte ligação com o conto O Papel de Parede Amarelo. Ah, o título do filme enclausurado entre colchetes é genial!

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Junior
    Junior

    hahahahaha <3

  • Felipe
    Felipe

    preciso me afundar mais no cinema de lá <3

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.