filmow.com/usuario/carneebatatas/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > carneebatatas
25 years (BRA)
Usuário desde Julho de 2010
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • lucas.

    gente, mais importante do que a nostalgia de filmes antigos frente à máquina de bilheteria que se tem hoje em dia, é analisar o filme em si. o toque da medusa até é intrigante, mas a trama da história, em si, é bem fraquinha

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    (era só telecinese? sério?).


    e o desfecho...
    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    (uma pessoa que, por ter "uma mente tão poderosa", continua viva mesmo depois de serem desligados os aparelhos da manutenção de vida em coma... sério?).


    é só um filme ok, eu acho.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • lucas.

    não foi uma direção sem foco ou o aparente entorpecimento do roteiro que me incomodaram. mais que isso, acho que o problema é de que ponto de vista a história é contada, algo que pode ser remetido ao roth, autor do livro, mais que ao mcgregor, mais um ator que dirige um filme em que, sim, ele é personagem principal (me questiono: por quê tanto disso?).
    toda a história é construída em cima do que seria, na realidade, a verdade prática por trás do sonho americano, que ignora as pluralidades da vida, o que, por si só, já é bastante interessante. mas o ponto de partida, em que o herói continua herói incorruptível e todas as mulheres são as que lhe trazem desgraça

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    (a esposa, que enlouquece, deixa a vaidade imperar, e passa a traí-lo; a filha, que é retratada como uma rebelde sem causa (como se ser contra a guerra e ao status quo não seja suficiente), que, pela lógica da história, é a ruína da família)

    é algo que não colou pra mim.
    a merry, talvez, seja a personagem mais interessante - e inexplorada - da história, merecendo um filme só pela ótica dela. não ignoro, aqui, a "parcela de culpa" dela, mas a forma que
    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    o pai trata ela depois de encontrá-la, relegando o posicionamento religioso e político dela ao campo da loucura é algo extrema e completamente preconceituoso - não quero dizer, com isso, que concordo com a visão de mundo jainista, por exemplo -, muito mais egoísta do que o fato dela, ao não se sentir compreendida ou apoiada pela família, simplesmente desaparecer.


    voltando ao filme, há uma desconexão, ainda, entre o narrador (o escritor) no tempo presente e a história em si. mas aí já são questões de adaptação de livro pra filme... daí o final se torna previsível, não deixando, apesar disso, qualquer sentimento de completude.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nenhum recado para lucas..