Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > chelsea
28 years (BRA)
Usuário desde Junho de 2010
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Wellington Evangelista Ribeiro

    Um fechamento de trilogia condizente com a proposta urbana e "realística" adotada no outros filmes. O filme possui três divisões muito claras, a apresentação do embate entre os personagens, o desenvolvimento da relação através da psicologa Dr. Ellie Staple (Sarah Paulson), e o clímax. Apesar da segunda parte ser lenta (não arrastada) é interessante acompanhar o passado desses personagens e o que os levou até esse encontro e ganhar a atuação brilhante de James McAvoy no processo. se em Split (2017) se era surpreendente o domínio e a capacidade do ator alternar entre tantos personagens diferentes, em Glass (2019) ele consegue assombrar com mudanças entre as personalidades sem cortes, tudo na mesma cena, alternando entre elas como o piscar de luzes. Depois de algum tempo é possível identificar a personalidade presente apenas pela postura corporal ou olhar, sem nem precisar falar. Menção especial a Hewdig (personalidade de um garoto de 9 anos) que se transforma no alívio cômico do filmes, sem subverter a atmosfera ou a intenção do mesmo.

    O filme possui problemas de roteiro e de lógica que, dependendo do investimento da platéia, não altera a experiência do mesmo.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Na parte final do filme onde entra em cena todo o plot da organização secreta, o filme torna-se expositivo e com algumas incongruências lógicas. As cenas expositivas dos encontros do grupo, e na loja de hq's com uma quase narração em off para redirecionar a trama são exemplos. E logicamente, se desde o principio, a psicóloga sabia de fato quem eram os pacientes e de seus poderes sobre-humanos, a segurança ridícula da instituição onde estavam os três personagens centrais não se justifica.

    David Dunn (Bruce Willis), passou 19 anos atuando como vigilante, e mesmo assim, bastou um discurso da psicóloga para faze-lo duvidar de sua real capacidade

    Todo o plot envolvendo o personagem da Casey (Anya Taylor-Joy) é mal escrito, expositivo e sem nenhuma naturalidade, e basicamente está presente por conveniência de roteiro, visto que é necessário no clímax do filme. O talento da atriz (vide The Witch, 2015) é desperdiçado. O interessante são algumas abordagens que o movimento e angulo de câmera incitam na questão da personagem também possuir algum tipo de poder, devido sua capacidade de "controlar" A Fera.

    O final, apesar de dividir opiniões, é bastante verossímil com a realidade construída pelo filme. Desenrola-se além do clímax, apresentando-se com um epilogo do filme, porém encaixa-se no contexto apresentado na trilogia.

    Shyamalan continua mostrando as qualidades de diretor que catapultaram sua carreira, controle de câmera e de ângulos específicos para adicionar informação ao que é visto em tela, esquema de cores e fotografia que interagem com as personagens e criação da atmosfera de suspense sem necessariamente ser gráfico ou expositivo. E também continua mostrando os problemas no roteiro que transformaram sua carreia em uma montanha russa.

    No geral o filme te prende pela apresentação da história e pela temática fincada no real de uma história batida nos últimos anos (Marvel, DC, afins) além da interpretação magistral de James McAvoy, mesmo apresentando facilitações e conveniências de roteiro.

    Curiosidade.: James McAvoy é listado nos créditos interpretando as 24 personalidades de seu personagem. Por favor, deem pelo menos um prêmio pra esse homem!

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Wellington Evangelista Ribeiro

    A nota leva em conta a experiência em si. O roteiro não é de fato extremamente novo ou revolucionário, mas a experiência interativa eleva o impacto da obra. A interação é fluida, não há pausas durante as escolhas, não atrapalhando a atmosfera.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Não gostei das opções de volta nos finais abruptos, possibilitando uma nova escolha sem consequências. Foi me contado que a opção de trabalhar na empresa resulta em um final abrupto, porém na volta da opção após outra escolha os personagens demonstram alguns traços de conhecimento prévio, o que justificaria a volta e encaixaria no discurso do Colin no apartamento sobre realidades alternativas e o tempo ser uma farsa

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    A construção da história e as interpretações são muito boas, gostei do fato de pistas sobre outras camadas não acessadas ficam pela trajetória, já que você acompanha a história do ponto de vista do Stefan, faz sentido ficarem pontas soltas não desvendadas completamente

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Mas o ponto alto do filme de fato é a metalinguagem sobre Controle e livre arbítrio. O que é controle e a falsa sensação de controle. O monólogo para psicóloga em um dos finais sintetiza toda a obra. O personagem por nós controlados desenvolve um jogo com intuito de simular livre arbítrio, mas só consegue finalizar o jogo quando entende que a resposta é tirar camadas e opções, dando ao jogador uma falsa sensação de controle, exatamente a sensação que temos ao "controlar" Stefan.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Filmow
    Filmow

    Pessoal…

    O Oscar 2012 está chegando, e nós do Filmow resolvemos fazer um bolão para vocês usuários. E é claro que o vencedor não irá sair de mãos abanando, iremos dar um iPad 2 para o primeiro colocado.

    Então não perca essa chance, é só entrar na pagina do bolão, fazer o seu cadastro e já começar a dar os seus palpites.

    http://filmow.com/bolao-do-oscar/

    Participe e boa sorte.

  • Filmow
    Filmow

    Pessoal…

    O Oscar 2012 está chegando, e nós do Filmow resolvemos fazer um bolão para vocês usuários. E é claro que o vencedor não irá sair de mãos abanando, iremos dar um iPad 2 para o primeiro colocado.

    Então não perca essa chance, é só entrar na pagina do bolão, fazer o seu cadastro e já começar a dar os seus palpites.

    http://filmow.com/bolao-do-oscar/

    Participe e boa sorte.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.