filmow.com/usuario/cinema_hell/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > cinema_hell
31 years (BRA)
Usuário desde Dezembro de 2011
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Tiago Santana

    Ah, se as paixões e o acaso fossem assim tão cinematográficos!

    Delicioso filme à la Cassavetes/Nouvelle Vague, uma obra que tão despretensiosamente me reacendeu o apetite pelo cinema. Estava precisando disso há um bom tempo...

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Tiago Santana

    Essencial assistir ao City on Fire, do diretor de Hong Kong Ringo Lam, de 1987.

    O Tarantino é conhecido por pegar várias referências de seus filmes favoritos, seja nos nomes dos personagens, uma cena específica, uma frase de efeito, mas neste caso, e neste caso especificamente, ele foi um pouco além: o roteiro do City on Fire é idêntico ao Cães de Aluguel. Lembro-me que um cara ficou tão bravo que fez até um site denunciando o plágio. Se quiserem ver a comparação, vejam também o vídeo Who Do You Think You're Fooling? no youtube, não coloco o link aqui para o Filmow não bloquear.

    Porém, o Cães de Aluguel é muito melhor, como filme, se analisarmos isoladamente. O tratamento cinematográfico, a direção, os diálogos, as referências pop e, principalmente, a narrativa não-linear, foram méritos do Tarantino em si. No City on Fire, a trama é contada cronologicamente, da maneira convencional até então.

    É meu segundo favorito do Tarantino, ficando atrás do Pulp Fiction apenas; apenas acho que seria mais honesto ter creditado os autores do City on Fire no roteiro, portanto, dividindo os lucros e prestígios com eles. O Harvey Keitel aceitou bancar o projeto de tanto que ele gostou do roteiro até!

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Tiago Santana

    Nos Estados Unidos o filme terá a versão roadshow, com a apresentação em 70mm, Overture e Interlude, com um folheto do programa que irão assistir, assim como no cinema hollywoodiano dos anos 50. Infelizmente não teremos nada disso no Brasil. Apenas a versão digital, cortada e sem introduções e intervalos. Uma pena, pois tudo isso influenciou muito a experiência do filme, de acordo com o Tarantino: "você assiste à primeira metade, tem o intervalo, conversa com outras pessoas do cinema sobre o que achou até então, sobre o que imagina que virá depois e quando volta do intervalo é como se fosse um filme novo".

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Lícia
    Lícia

    Não entramos, pois.
    Gosto dos franceses, mas os exploitation anos 70, como você qualifica, diria que é mera coincidência.
    "Períodos obsessivos"?! Nossa! rsrs

  • Luana
    Luana

    Olá, Thiago :) Grata por ter me aceitado!
    Sim sim, vamos trocar figurinhas hahsga Você poderia me indicar alguns nomes do cinema, filmes e etc, caso queira compartilhar algo.. Além disso, também dei uma checada no seus favoritos (bom gosto!) e fiquei curiosa p'ra ver Blast of Silence, O Posto, Caxeiro Viajante... e alguns outros que coloquei na lista p'ra me baixar rs
    ps: Sim, Ozu mestre né? Não tem como não se encantar pela simplicidade e (ao mesmo tempo) peculiaridade da sua linguagem dentro do cinema nipônico; Sobre o Erice, pena que ele não continuou a dirigir mais longas e ter parado 'no meio' o El Sur.. Gostei muito de O Espirito da Colméia e Sol de Marmelo, os dois são uns dos meus favoritos.

  • Lícia
    Lícia

    Salut! Ça va?
    Desculpe a demora. Sou nova aqui e ainda não "descobri" tudo haha