filmow.com/usuario/cllbrn/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > cllbrn
Moderador
28 years São Paulo - (BRA)
Usuário desde Dezembro de 2009
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Bruno

    Em 1961, em seu segundo longa-metragem, Godard dizia: "cinema é verdade 24 vezes por segundo". Desta vez, aos 87 anos, o cineasta vai além em seu próprio conceito ao expressar que o cinema é uma verdade dita quantas vezes forem necessárias, na resolução que for conveniente; imagem e som podem caminhar juntos sem necessariamente estarem juntos. Se por um lado, a montagem que une inúmeras obras independente de qualquer era, país de origem e popularidade (ou obscuridade) nos mostra o quanto as possibilidades do Cinema são infinitas, ao mesmo tempo apresenta um mundo - um universo - no qual a imagem se desvencilha do som para que ambos possam ilustrar como estamos necessitados de uma revolução. Uma revolução anticapitalista. Uma revolução artística. Uma revolução cinematográfica.

    Para Godard, a Palestina e o mundo árabe representam um mundo esquecido, oprimido pelo Ocidente e sua visão eurocêntrica a respeito do Oriente Médio. Em Imagem e Palavra, o cineasta também consegue, trinta e oito anos depois, a oportunidade de concluir a jornada iniciada em Jusqu'à la victoire, filme co-dirigido por Jean-Pierre Gorin que acabara cancelado após a morte dos guerrilheiros palestinos durante as filmagens (parte destas eventualmente foi utilizada no documentário Ici et Ailleurs, realizado em 1976).

    Godard está envelhecendo e, pela ordem natural da vida, não tardará a partir. O mundo que conhecera e ajudara a criar já não existe: seus colegas da Nouvelle Vague estão todos mortos e ele é o último remanescente desta ruptura cinematográfica, que, em breve, fará parte apenas da história, sem representantes vivos. Se Imagem e Palavra é uma despedida, ele encerra sua história exatamente como iniciou: destruindo os tradicionalismos do Cinema e clamando por um ciclo revolucionário.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Bruno

    Apesar de estabelecerem suas raízes em linguagens bastante distintas, teatro e cinema são artes que frequentemente dialogam entre si. Com o advento do teatro pós-moderno e peças interativas, o limite da quarta parede inexiste - não existem atores e público, todos são participantes. Em Interrupção, o conceito é levado ao limite extremo, no qual ficção e realidade são sinônimos, culminando inevitavelmente num conflito perturbador.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Igo
    Igo

    oi! aqui em recefe rolou o janela de cinema. olha, um que gostei muito foi o "O nó do diabo". pega esse gênero de terror na época da escravidão. tiveram outros bons, mas não lembro o nome de todos... rs

  • Igo
    Igo

    tudo ok. o que tem visto de bom?

  • Igo
    Igo

    oi! tudo certo?

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.