filmow.com/usuario/diegooliveiralima/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > diegooliveiralima
26 years Fortaleza - (BRA)
Usuário desde Julho de 2013
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Diego

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    ► Tipo de filme que tem milhões de teorias na internet, que fica até difícil eu escrever algo inédito. Eu acredito que essa crítica do Pablo Villaça já condensa muita coisa interessante sobre o filme:

    cinemaemcena. cartacapital. com .br/ critica/filme/6806/cidade-dos-sonhos

    ►Porém uma coisa não comentada no link que acho que faz sentido é em relação à peruca. Acredito que a culpa por ela ter matado a namorada reflete sempre nela própria, em um amor egoísta que só poderia ser dela, por isso esse simbolo da peruca foi usado no filme.

    ► Gosto muito da cena da cafeteria. É muito legal notar a posição dos personagens, como quando aqueles personagens discutem a existência de um monstro, e que esse monstro seria revelado como a própria “Rita” por ter contratado o assassino para matar Camila.

    ► Gosto também da cena do Clube do Silêncio, não esperava que a mulher fosse continuar a cantar, por mais que o filme tenha explicado que era um áudio gravado.

    No mais, acho incrível como aos poucos alguns absurdos são postos até o final do filme, de forma a fazer a gente sempre questionar que algo estava errado desde do início. Sei que é difícil imaginar que toda aquela história do início era um sonho, mas que muitas pistas são dadas, são. E é bem interessante construir esse quebra cabeça após ver o filme. Favoritado!

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Diego

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    ►Não é o melhor dos filmes dele, esse é meio vazio de certa forma (tem até menos conteúdo que o do fantasminha voyeur de Enter The void).

    ►Uma coisa que adoro é como o “início” do filme está no meio dele. Aquelas Intro com os logos (já característico do Gaspar) chegam a arrepiar quando o filme de fato começa. A batida é muito boa, pra mim o “Climax” do filme foi ali, mas era só o começo….

    ► Já não posso dizer o mesmo das câmeras rodopiadoras. Não senti o mesmo impacto que elas têm nos filmes anteriores. Achei que a bagunça do filme ia gerar alguma sequência alá Mother!, mas se limitou a cenas escuras…

    ► Mas as cores dos cenários são legais. Como sempre em filmes que usam cores, tem o clichê das cores frias serem menos agitadas que as quentes e tal.

    ► Nascer é uma oportunidade única, viver é uma impossibilidade coletiva e morrer é uma experiência maravilhosa. OK. Boa.

    ► Tanto quarto vazio ali, e a mulher tranca a criança naquele local bizarro! Já dava para imaginar o lance do corte da energia…

    Melhor parte do filme: A dança inicial foi muito boa!

    É isso, próximo.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Diego

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    O que acho interessante é que os discursos são os mesmos, eles nunca foram demônios na terra como a gente imagina, sempre agiram como se estivessem a fazer o certo para sua própria nação, criando a imagem do outro como inimigo.

    Os humanos de hoje são os mesmos que viveram desde sempre. A única diferença é a tecnologia e o acesso a informação mesmo.

    Detalhe para quando dão zoom no garoto a pular, vendo aquilo como uma festa.

    No mais, imaginei que aquele cara ia dar uma facada nele...

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • João Pedro
    João Pedro

    hahaha desculpa, vc havia comentado no post de uma guria (nem lembro quem era) pq ela era tão amargurada e só dava "não quero ver" para os filmes... eu comentei embaixo e não sei pq veio parar aqui na sua caixa de recados :/

  • Chloe
    Chloe

    Espera, a segunda é pior do que a segunda? haha
    Achei ela mais fraca que a primeira e ainda não terminei a terceira

  • Chloe
    Chloe

    Daí a gente pergunta até chegar no Nathan! E ele precisar explicar de onde tirou a inspiração para a série...

    Manjo sim, costumo ver em inglês mesmo. Se surgir a coragem, tento traduzir depois de assistir haha

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.