filmow.com/usuario/fabiamoura/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > fabiamoura
26 years (BRA)
Usuária desde Julho de 2012
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Fábia Moura

    Começou tão bem, com uma promessa de roteiro singular pra uma animação teen, um universo inexplorado que deu abertura pra inúmeras teorias. Os personagens estereotipados bem clichê, mas até aí tudo bem. Pensei em escrever sobre vários aspectos interessantes da série, mas esse final em deixou speechless no pior sentido possível.
    Ainda vale a pena assistir, apesar do final surpreendentemente ruim.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Poderia ter acabado com eles entrando num lvl 2 ou revivendo aquilo novamente até sair tudo perfeito, ou até mesmo sendo um glitch real e quando eles finalmente conseguissem sair o mundo inteiro estaria em caos (justificando o pane no jogo). Enfim, tantas possibilidades interessantes, mas eles vão e transformam num live action tosco com atores adultos interpretando adolescentes.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Fábia Moura

    Aruanda marca uma nova fase do cinema paraibano e surpreende à novos olhos. A fotografia de Rucker Vieira impecável, explorando tão bem as paisagens do sertão paraibano, me lembrando um pouco até o polonês Ida, onde a fotografia explora os arredores e cenários de algumas cenas de forma igualmente primorosa. Se não fosse pelos pequenos erros na sonorização e nos riscos de película, poderia se passar por um filme contemporâneo.
    Outra perspectiva do diretor que também me causou certa surpresa foi a forma de retratar o protagonista, Zé Bento, com uma certa distância, focando na realidade dos moradores do quilombo, ao invés de apenas em um personagem específico. Os takes em close-up são quase nulos, deixando espaço para vegetação seca do local transmitir por conta própria, um pouco da história sofrida daquele povo.
    Vejo a própria precariedade da produção do filme como um artificio interessantíssimo de enfatizar a pobreza dos personagens. Esse clássico do cinema paraibano muito me encantou e despertou curiosidade não apenas pelos trabalhos do Linduarte Noronha, como por outros filmes do Cinema Novo do estado.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.