filmow.com/usuario/fernandoarazao/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > fernandoarazao
31 years, São Paulo - SP (BRA)
Usuário desde Abril de 2011
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Fernando Arazão

    "Me chame pelo seu nome" é a cara do cinema europeu: cativante, belas sequências e histórias sem grandes reviravoltas. O que pode ser considerado "chato" para alguns, expressa a arte de um ponto de vista diferente.
    O romance LGBT entre Elio, muito bem interpretado por Timothee Chalamet, e Oliver (Armie Hammer) é cativante e você torce para acontecer. Eles explodem na tela com muita fofura e cumplicidade.
    A história é bem simples e somos convidados a degustar de cada etapa do casal, um passo de cada vez, ambientado pelo interior da Itália.
    Como eu disse antes, o ritmo a trama é lento. Alguns diálogos não me encantaram e tive a impressão em alguns momentos de ter perdido alguma coisa, mas nada disso tira o impacto da beleza do filme.
    A química entre Chalamet e Hammer é paupável e isso não é fácil de encontrar.
    É um belo filme e certamente merece as críticas positivas que está recebendo, mas com certeza é um filme que não é para qualquer um.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Fernando Arazão

    Todo mundo ama palhaços e muita gente ama Stephen King, certo? Talvez por isso quando o novo "It: A Coisa" estrou causou um frisson entre todo mundo para aclamar o novo grande filme de terror de 2017.

    Demorei um pouco para assistir, mas finalmente o fiz e tive uma baita decepção com o longa.

    Primeiro de tudo:o filme tem uma direção incrível de Andy Muschietti e atuações muito boas. Isso é incontestável e indiscutível. O problema pra mim é o filme em si.

    As mais de duas horas do longa não são suficientes para comportar o enredo e isso resulta em uma série de cenas corridas e cheias de coisas acontecendo. Você percebe de cara que precisa conhecer cada um dos personagens - principalmente os participantes do "Clube dos Perdedores" para que o horror causado por Pennywise (Bill Skarsgård), o palhaço dançarino, tenha efeito. Muito bem, temos 7 crianças que tem seus medos próprios e Pennywise ataca através deles. São 7 medos que temos que absorver rapidamente para que a história possa fluir e, acreditem, isso não é fácil. As cenas de apresentação são tão atropeladas que quando você entende uma já tem mais duas pra você digerir e isso torna a primeira parte do filme confusa. E a confusão rouba o impacto que as cenas causariam. E a bola de neve começa.
    Aliás, isso eu vejo como um outro problema: filmes de terror dependem do espectador criar empatia com os personagens para que possam assustar e os medos apresentados em "It" são bem específicos. Por exemplo: quem é a entidade que assusta Stanley (Wyatt Oleff)? O medo de leprosos de Eddie (Jack Dylan Grazer) faz sentido? Que trauma assombra Mike (Chosen Jacobs)? Quando essas respostas vem a tona, não tem o impacto necessário, a não ser que você tenha esse medo realmente. E com essa falta de empatia do medo, o filme perde a conexão com o espectador.

    Os personagens são rasos e você não consegue entender a lógica deles. O Patrick de Owen Teague é apenas um grande babaca? Há alguma motivação para seus atos? Ele é louco? Ninguém sabe, ninguém viu.

    Logicamente que adaptar um livro de quase 1100 páginas não é mole, mas acredito que o roteiro deixou muito a desejar e o trabalho de Andy e dos atores não foi o suficiente para compensar.

    "It: A Coisa" é um filme de terror mediano, que carece de impacto e do terror que vende. O maior medo que ele causa é o de se arrepender de estar dedicando duas horas para assisti-lo. Culpa de Pennywise, o palhaço dançarino?

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Fernando Arazão

    Depois de tantos anos, meu Jigsaw tá vivo.
    "Jogos mortais: Jigsaw" retoma a franquia de terror iniciada nos anos 2000 com um dos maiores acertos para mim: Tobin Bel participativo demais no filme. Por mais que amamos a Amanda (Shawnee Smith) e detestamos Hoffman (Costas Mandylor) com todas nossas forças, a essência de "Jogos mortais" é o personagem John Kramer.
    O oitavo filme da franquia parece não ter um hiatus tão grande desde o antecessor, ainda mantém o roteiro ágil e inteligente e surpreende os fãs e os novos espectadores. Como nos filmes anteriores, nada é por acaso. Seja um corte de cena ou na pele das vítimas, Jigsaw é um dos assassinos mais inteligentes do cinema e esse novo filme reafirma isso. Você se perde tentando desvendar o principal enigma do longa e ele te surpreende no final, como a gente espera que aconteça.
    Há infelizmente alguns furos no roteiro que me deixaram bem confusos.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Por exemplo: se o jogo se passou há 10 anos, por que a gravação está em HD e o Billy tem olhinhos que acendem, se quando o próprio Jigsaw de John estava em atividade seus planos usava um VHS e um boneco mais simples? Não "bate" com as ferramentas da época onde esse jogo ocorreu, que - pela armadilha do urso reversa que está sendo construída - acredito que tenha sido antes do jogo com Amanda.

    O longa tem o tamanho exato que contar a história que precisa sem muita enrolação - coisa que Jogos Mortais sempre fez bem. Pela quantidade de vítimas achei que teriam poucas mortes, mas que pretensão a minha, rsrs.

    "Jogos Mortais: Jigsaw" coroa a volta de Jigsaw e da franquia e deixa uma brecha ótima para uma nova continuação. Há perguntas que permaneceram suspensas no ar...

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Cadê Lawrence (Cary Elwes)? A serra que apareceu no quarto é a serra que foi tirada do alcance de Hoffman no sétimo? Quem eram os dois ajudantes de Lawrence no final do sétimo? Lawrance, Amanda, Hoffman e Logan (Matt Passmore) se conheciam e sabiam que todos eram seguidores de Jigsaw?
    P.S.: Eu sei que Amanda e Hoffman provavelmente não sabiam de Lawrence, mas será que Logan sabia? Muitas perguntas, rs.

    ..., mas quem sabe se a resposta não está vindo em breve?
    Para quem achava que a franquia estava cansada e desgastada, talvez seja a hora de se deixar capturar novamente pela armadilha do filme e valorizar o legado de Jigsaw. Quem sabe onde você poderá despertar logo mais?

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Raul de Lemos Mello
    Raul de Lemos Mello

    Obrigado

  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Kélvin
    Kélvin

    Uau, belo comentário sobre ''Queda livre'' também achei ambos parecidos, não tinha visto nenhum comentário a respeito até então :D