filmow.com/usuario/fernandoarazao/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > fernandoarazao
30 years, São Paulo - SP (BRA)
Usuário desde Abril de 2011
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Fernando Arazão

    Pensa um filme com temática LGBT cuja história não gira no protagonista ser gay. Essa é a pegada de "Handsome Devil".
    Dirigido por John Butler, o longa mostra a vida e as dificuldade enfrentadas por Ned (Fionn O'Shea) na escola. Ned é um garoto sensível, que curte música, literatura, é esquisito e tem um verdadeiro ranço por esportes, no caso o rugby, esporte oficial de sua escola, o suficiente para ser o "gay" da escola, como em toda escola. Pouco importa se ele é mesmo, o fato que se encaixando nesse perfil, automaticamente ele é e pronto. O mais louco é que em nenhum momento o filme dá certeza sobre a sexualidade dele. Ele pode ser gay realmente ou não.
    Tudo ia "bem" até ele ser obrigado a dividir seu dormitório com Conor (Nicholas Galitzine), um garoto exatamente o oposto dele.
    Eles são obrigados a interagir graças ao professor Dan (interpretado pelo apaixonante Andrew Scott) e uma amizade começa. E os problemas, claro.
    O filme leva em conta todo esse enredo clichê, mas realista das escolas e passa a mensagem de o quanto o preconceito pode ser enganoso. Gays se revelam na trama, nem sempre os que esperávamos, e assim somos cada vez mais surpreendidos e cativados. O filme é uma viagem tocante por vários universos, desde o esporte até musicais, somos induzidos a pensar nosso papel na sociedade (impossível não se ver na pele de algum dos personagens) e a refletir sobre isso.
    "Handsome Devil" é um filme digno. Fala com os jovens e com os adultos na mesma linguagem e mostra o quanto a sociedade impõe coisas que não importam quando o que fala mais alto é a união. Vale a pena assistir. Até com a família tradicional brasileira.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Fernando Arazão

    Comecei a ver "Garotos" esperando uma história leve bem água com açúcar e um final trágico, clichê para filmes com temática LGBT. Acertei na água com açúcar e me surpreendi em como Mischa Kamp conduz a história de Sieger, o filho mais novo de uma casa composta apenas por homens (seu irmão mais velho e seu pai), em sua descoberta sexual. O melhor amigo, a primeira "namorada" meio que por acaso e o real interesse por outro menino. A trama é bem condizente com a realidade, sem os exploratórios pontos obrigatórios que o cinema ama incluir em dramas gays. É um filme padrão Sessão da Tarde.
    A trama não se aprofunda muito, então você pode acabar se sentindo meio frustrado se esperar grandes tempestades. "Boys" navega em águas calmas. Coloque-se nesse clima antes de dar o play.
    A fotografia do filme é realmente linda e Kamp abusa de efeitos de desfoque durante todo o filme. Não entendi exatamente qual o propósito, mas achei interessante.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Fernando Arazão

    O que dizer sobre "Corra"?
    A história mostra o relacionamento de Chris (Daniel Kaluuya) e Rose (Allison Williams). Ele negro, ela branca. Ele fotógrafo, ela com pais ricos.
    Parece um bom plano de fundo para uma história que trate de preconceitos, certo?
    Bom, é assim que o filme se vende.
    A medida que a história avança, tudo parece caminhar para essa visão, já que a família branca "que não tem preconceitos" tem negros em funções de empregados domésticos. Mas Chris percebe que algo está errado. E descobre que sim, há algo bem errado.
    "Corra" é um filme de suspense com toda essa relação de negros e brancos, mas que afunda assim que tudo acaba e você para para pensar na trama. Você pode pensar que é uma crítica social ao racismo, mas não. Para mim, é mais uma corroboração a mostrar que negros como manipulados pelos brancos.

    SPOILER SPOILER SPOILER

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    A grande revelação mostra que a família na verdade busca corpos para realizar um transplante de cérebro. No caso de Chris, ele é um receptáculo para um crítico de arte cego. Chris é fotógrafo e o que pode parecer que o crítico de arte usaria esse dom para voltar a fazer o seu trabalho morre na praia assim que o processo é explicado. A "Visão de fotógrafo" vai para o lixo junto com o cérebro de Chris, enquanto a visão sobre arte (de um branco) vai ocupar seu corpo e olhos perfeitos. Ou seja, o negro nesse caso é só um corpo, de nada importa seu histórico ou talentos. Isso me incomodou no filme. É um arquétipo pelo que os negros passaram e passam até hoje. E não vejo o filme usando isso a favor do protagonista, que começa a ser inserido em cenas tão bizzaras que você fica até confuso de quantas batatinhas foram usadas para o roteirista viajar. O final chega a ser grotesco, porque te dá uma ideia de que vai acontecer a maior injustiça e ela só não ocorre por uma "sorte".

    No geral, achei que "Corra" vale mais pelo entretenimento do suspense do que pela trama ou sua pseudo crítica social. Não é memorável em nenhum momento.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Kélvin
    Kélvin

    Uau, belo comentário sobre ''Queda livre'' também achei ambos parecidos, não tinha visto nenhum comentário a respeito até então :D

  • Diego Zequini
    Diego Zequini

    Aceito :)