filmow.com/usuario/firewalkwithme/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > firewalkwithme
24 years Santa Maria - (BRA)
Usuária desde Fevereiro de 2010
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Lari Gp

    Gente, vim aqui escrever o comentário e descobri que a tradução do filme é "Juventude Assassina", apenas um momento de silêncio para apreciar a qualidade "Linha Direta" desse título.

    Esse filme é um primo problemático e desajustado de "O Clube dos Cinco", que também fala sobre uma cidade pequena na qual os adolescentes estão reprimidos e entediados, no que só pode resultar caos. Sou fascinada por esses filmes que mostram a força e também o vazio que podem decorrer da experiência de ser jovem (Over the Edge e Out of the Blue, também com Dennis Hopper, são ótimos!).

    Em meio a tantos "coming of age films", River's Edge, ops, Juventude Assassina, é uma pérola esquecida, talvez por não ter envelhecido tão bem quanto outros do mesmo gênero. Além disso, a sensação é de anacronismo, já que, quando fui revê-lo, percebi o quanto é misógino, não combina com nossa realidade hoje, obg jesus.

    Também tem certas peculiaridades e excentricidades que certamente impediram que o filme fosse mais reconhecido, por exemplo, o personagem do Crispin Glover é bizarro demais (um pleonasmo, mas ok) para que qualquer pessoa se identifique com ele, bem como o personagem do Dennis Hopper (que parece ter sido escrito sob medida pra ele, mas que acabou sendo uma vesão suavizada do Frank Booth, que ele interpretou no mesmo ano em Blue Velvet). Apesar disso, consigo apreciar o filme enquanto uma obra que quase alcançou o seu potencial total.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Lari Gp

    "- Don't treat me like a mental patient who has to humoured! I also majored in Psychology!"

    Esse filme é a epítome do filme de terror antigo (da era clássica), bem executado e bem sucedido, mesmo que seus efeitos especiais sejam anacrônicos e talvez não assustem nem crianças, ele é utilizado com muito bom gosto e sem exagero, a história depende totalmente da atuação e do roteiro, diferentemente dos filmes de terror atuais. Não diria que é um filme B porque é tão bem escrito e editado que poderia muito bem ter sido eleito para um remake mais recente...esse seria um que eu gostaria de ver!

    Mas, o mais difícil de ser recriado seria, com certeza, a atmosfera obscura e misteriosa que o filme exala, seja na cena...

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    ...do corredor em que Holden sente uma presença ao redor dele, ou na cena em que Karswell produz um "vendaval", a cena do Stonehenge, a cena do cartão voando na lareira, a cena da família sinistra naquela cabana, mesmo a cena do "demônio" que é tosquinha provoca uma sensação de estranheza surreal.

    Jacques Tourneur pra mim é sinônimo de filmes de terror clássicos muito bem produzidos e com senso estético marcante...junto com "Out of the Past" e "Cat People", Night of the Demon é um filme de terror que eu sempre irei revisitar.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Lari Gp

    Pfffft....difícil achar uma expressão que descreva bem a experiência sensorial do que foi assistir a esse filme, talvez "cãibra cerebral" se aproxime um pouco. A Netflix poderia ter utilizado esse dinheiro em tantas outras produções mais proveitosas. Porque, acredito que se propôr a fazer uma adaptação de um mangá/anime famosos e contratar um ator principal desses. Além disso, pegar o Willem Dafoe pra interpretar o Ryuk e usar aquele CGI? Apenas destruiu o melhor elemento da história! Joga em cima um romance cliché e tosco, mais um final com muitos cliffhangers (literalmente) inúteis, e temos esse remake totalmente desnecessário.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Gabriele
    Gabriele

    sim, e quando eu comecei a assistir twin peaks eu era um pouco nova e nem me liguei nisso, até pela época que ela foi feita a gente acaba deixando as coisas passarem, mas em 2017 chama muita atenção, principalmente essa questão do tratamento das mulheres. Eu queria entrar no cérebro do Lynch e passar um dia lá vendo todas as loucuras se formando, deve ser que nem uma trip de um alucinógeno bem forte udhsaudha. Eu ouvi a música fuck twin peaks, queria ler a letra!
    Assisti Mother sim, haja controvérsia kkkkkk. Eu entendo o lado de todas as críticas com relação aos minutos finais do filme, mas eu não consegui não amá-lo por todas as sensações que ele me causou, sabe? Eu nem tenho vontade de tentar racionalizar o filme porque pra mim foi uma experiência totalmente sensorial, senti raiva, nojo, alívio, indignação, de uma maneira tão intensa. Mas ao mesmo tempo depois de assistir fui ler sobre e achei que o Aronofsky deixou tão clara as intenções dele que senti falta de um pouco de mistério (talvez por ser acostumada com os Lynchs da vida que pouco revelam). O que você achou?
    Ah uma coisa que eu ia te perguntar é se você já leu algum livro do john waters

  • Gabriele
    Gabriele

    eu não tinha pensado nessa forma sobre IT, mas é verdade. Você chegou a ler o livro? Fiquei em choque quando descobri sobre a cena de sexo que rola entre as crianças, acho bem desnecessário. Mas enfim, essa é uma crítica que eu tinha sobre essa temporada de twin peaks, é tanta violência contra a mulher e os corpos femininos sendo hiperssexualizados de uma maneira que não precisava né :/ mas tirando isso eu adorei as loucuras "Lynchianas" e as referências às temporadas passadas.
    Eu não li nenhum livro dessa série do Stephen, mas além desses que você citou ainda vai sair uma série baseada nos livros dele também, Castle Rock, fiquei bem feliz que vai ter a Sissy Spacek

  • Tiago M.
    Tiago M.

    Desculpa a demora em responder mas, Olá estranha cinéfila, eu me vou bem, tirando os problemas da vida haha... e vc?