filmow.com/usuario/flaviomartins1297/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > flaviomartins1297
28 years (BRA)
Usuário desde Junho de 2013
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Fábio

    Tem pôster que compara com “Evil dead”, outro que compara com “Fome animal”, mas este filme não tem o charme tosco do clássico de Sam Raimi e nem a autenticidade do humor negro de Peter Jackson. Até a metade é um porre e dá vontade de desistir, com tanta besteira do roteiro e personagens inexpressivos e caricatos. A única exceção é o cantor country “cantando” partes da história. Fora isso, o filme só melhora depois que soltam a franga (ou melhor, os demônios), no terceiro ato, que é realmente muito divertido. Zumbis caipiras dançando com a coreografia descaradamente copiada de Thriller, e umas cenas gore que realmente lembram os bons trash antigos, principalmente as partes com os zumbis atacando a pensão, com direito a decapitações e outras mutilações exageradamente sangrentas. E o melhor é que nos créditos finais o cantor ainda nos brinda com um “resumo” da história. Cantei junto, mas só decorei a parte do “crazy shit”.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Fábio

    Lon Chaney Jr. fez um bom trabalho como Lennie na primeira adaptação desse livro de Steinbeck, mas John Malkovitch supera qualquer expectativa nessa "nova" versão. Ele incorpora o personagem de maneira impressionante, criando gestos, trejeitos e forma de falar que fazem desta uma de suas melhores atuações. Isso é que é amor à profissão! O restante do elenco também não decepciona, e o roteiro é um primor de fidelidade e equilíbrio. Eu estou totalmente satisfeito com o filme "Vinhas da ira", de 1940, mas se algum dia fizerem uma nova adaptação do livro, espero que tenha o mesmo respeito à obra de Steinbeck que Gary Sinise teve aqui, tanto atuando quanto dirigindo.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Fábio

    "É pior do que cobra cascavel, seu veneno é cruel..."
    Ao invés daquela lenga-lenga enjoativa do "letter to daddy", Jane Hudson devia mesmo era cantar "Erva venenosa". Bette Davis (como assim não levou o Oscar a que foi indicada?) entrega uma mistura de Norman Bates com Annie Wilkes de arrepiar. Aliás, eu não ficaria surpreso se Stephen King declarasse ter se inspirado parcialmente nessa história para criar a situação central de "Misery".
    Além da atuação brilhante da Bette, na minha opinião a fotografia em preto e branco caiu tão bem neste filme quanto em "Psicose". Destaque também para o premiado figurino.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.