filmow.com/usuario/gabrielschultz7/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > gabrielschultz7
20 years Limeira - (BRA)
Usuário desde Janeiro de 2014
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Facebook: https://www.facebook.com/gabriel.schultz.7
Twitter: https://twitter.com/schultzga_

Últimas opiniões enviadas

  • Gabriel

    O cinema espanhol vem me surpreendendo muito. Em ''Nossos amantes'' temos um filme que foge um pouco dos clichês. Há diálogos excelentes, um enredo bom, belas locações e fotografia. Mas o que mais me cativou foi o fato dos personagens serem falhos e humanos, assim como suas relações interpessoais, dando um toque de realidade à obra. Afinal de contas, muitas vezes assistimos a um filme e sabemos que se trata um filme, o que não é, necessariamente, ruim, mas em ''Nossos Amantes'' a noção de realidade fica bem confusa(o que é ótimo), pois há vários momentos feitos com muita naturalidade. Arrisco dizer, também, que a emoção(por se tratar de um filme romântico), na maior parte do tempo, não se sobrepõe à razão, o que passa a ideia de não ser apenas mais uma obra ficcional melosa, trazendo até mesmo um toque de crueza(necessária muitas vezes na vida).

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Não gostei tanto de algumas situações no filme, como a ''não reação'' de Carlos no diálogo com Cristobal quando este conta que transou com a esposa daquele, contudo é possível deduzir que Carlos estivesse com uma forte carga emocional e, portanto, ficou sem reação... Também não me pareceu tão bacana o fato de Irene ter ido e sentado até a mesa de Carlos(início do filme) e proposto um ''jogo'' com ele(pessoa desconhecida), não que uma mulher não possa sentar na mesa de um homem que ela não conhece, porém pareceu um pouco absurdo, a menos que seja levada em conta a ideia de ''destino'', como se Irene realmente tivesse que se atrair pelo cara que é marido da atual amante de seu ex(inclusive é absurdo ler esta explicação absurda).


    No mais, é uma excelente pedida cinematográfica. Meu carinho pelo cinema espanhol apenas cresce... talvez vire uma paixão !

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Gabriel

    Não li a obra de J.G Ballard, mas "No topo do Poder" é um filmaço. É engraçado ver que a ideia, a perceção da loucura, propriamente dita, é tida como uma "loucura", pelo menos para a maioria das pessoas.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    A desigualdade social é mostrada de um modo interessante, temos a energia elétrica do prédio falhando, pessoas desempregadas ou com pouco dinheiro, círculos sociais que julgam e fazem tudo parecer uma selva, como se os seres humanos realmente fossem animalescos, aliás, muitos de nós já se tornaram ou vão se tornar "selvagens"...e esse é um fator bem explorado pelo filme, como por exemplo, as cenas de sexo gratuitas, públicas, chulas, sem o menor respeito(traição, estupro, mero refúgio para fugir da realidade)ou então a brutalidade de alguns personagens, mostrando o quão violento o ser humano pode ser, o quão egoísta(detalhe para a cena em que Wilder volta para sua casa após uma farra em uma festa e se depara com sua esposa(Helen) grávida e com dois filhos, então Helen pede pra ele não a abandonar e também para que ele deixasse algum dinheiro, mas Wilder novamente a larga sozinha e deixa apenas alguns trocados.
    Temos também uma severa crítica aos pais que têm filhos, a sociedade pode fazer parecer que as crianças são uma escória. Aliás, Laing(personagem principal) demonstra ser o mais equilibrado de todos e ele não tem filhos...Em contrapartida, há o personagem Steele(dentista metódico e meio paranoico) que não gosta de crianças nem de animais e, ao decorrer do filme, é traído pela esposa, ou seja: podemos deduzir que ele não "forneceu" amor o suficiente à mulher...
    Por mais que Dr. Laing demonstre ser uma boa pessoa, alguém simples de se conviver e equilibrado, a cena em que Wilder conversa com ele, no apartamento de Charlotte, diz o contrário.
    Wilder:"-Viver num arranha-céu(parte separada da cidade, onde vivem as pessoas que querem uma vida mais nobre(inclusive a classe baixa almeja isso) requer um comportamento conformado, contido. Talvez até um pouco louco. "
    Wilder aponta o dedo para Laing e continua sua fala: "-Os mais perigosos são os contidos como você. Impermeáveis às pressões psicológicas da vida num arranha-céu. Profissionalmente insensível. Prosperando, como uma espécie avançada em atmosfera neutra"
    Inclusive, Laing aparece fazendo exercícios, mais de uma vez, usando roupa social, pois ele realmente não se importava com praticamente nada, além do fato dele aparecer cortando o crânio de um jeito bem tranquilo(ainda que natural para a profissão), o diretor faz parecer que o personagem é bem frio e calculista.
    Portanto é notável que o Dr estava com um emocional bem delicado, por conta de vários possíveis fatores, sendo o mais enfático, a morte recente de sua irmã.
    A caixa do supermercado é uma personagem excelente também, demonstrando ser alguém conformista e apática, uma baita crítica.
    O arquiteto, aparentemente, tentou fazer com que seu projeto fosse um ótimo ambiente para as pessoas, um lugar de mudanças... Contudo a vida em sociedade costuma trazer muita podridão, por conta do egoísmo, da luxúria, cobiça, inveja, raiva etc.
    Outro fator interessante é perceber que, provavelmente, a mente mais pensante e racional de todo o edifício seja a do pequeno Toby(filho do "criador", o arquiteto), mostrando que o garoto é o herdeiro, o "príncipe", que poderá ser o responsável por organizar e reestruturar a sociedade, como se essa responsabilidade fosse transferida hereditariamente, por conta da "genética inteligente", fora meio em que o garoto vivia e da criação que obteve, os quais facilitaram, de certo modo, um desenvolvimento racional.
    A fotografia e a escolha das cores são excelentes. Há cenas em que vemos o edifício cinza(cor morta, cor de aprisionamento, asfixia) e os carros coloridos no estacionamento, mostrando uma dualidade. No caso, há VIDA genuína fora do prédio... A iluminação de algumas cenas é incrível, fazendo com que a beleza do momento seja propícia e cativante. Os enquadramentos são ótimos, fazendo jus ao belo trabalho do diretor.


    Eu poderia escrever mais sobre as metáforas e simbolismos desse filme riquíssimo, porém vou ler a obra literária antes...
    A nota baixa é um absurdo, "No topo do poder" é, talvez, uma obra-prima do cinema ! Ainda que de difícil digestão pelo seu ritmo "diferente e estranho", não deixa de ser muito bem pensada, fascinante e prazerosa. Um baita soco no estômago !

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Gabriel

    Não entendo a nota baixa. O filme me surpreendeu muito, positivamente !

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    A coragem de Lester e Nate é muito admirável desde o início, Lilian se desenvolve ao decorrer da trama...
    Aos poucos vamos entendendo os paradigmas que uma cidade pequena tem em relação à segurança, no caso, devido à conduta de um fora da lei(temido por todos), o qual ja fora xerife, fazendo com que os cidadãos precisem realizar a justiça com as próprias mãos...
    Lester tinha um motivo emocional contra Blackway, mas o fato daquele querer matar este não se deve somente ao ocorrido sentimental, muito pelo contrário, Lester é um velho homem solitário, vivendo uma vida pacata após a morte da filha e do abandono da esposa, então quando Lilian aparece e diz que Blackway a está incomodando por meio de condutas agressivas, acorda o "Espírito virtuoso" interior de Lester, fazendo com que o mesmo sinta sede de justiça(sensação que edifica o Homem), tanto pelo fato de Lilian ser uma mulher(lembrança da filha dele) quanto pelo vontade de se auto-desafiar. Afinal de contas, sendo um solitário, ele nao tinha nada a perder...
    Nate é o típico personagem "simples e adequado", um cara gago, humilde, de poucas palavras, corajoso, destemido, um bruto, mas acima de tudo leal ao Lester. É possível, até mesmo, reparar uma certa relação paternal entre Lester e ele, inclusive Nate cita apenas que mora com a mãe, não diz nada sobre o pai. Pode ser deduzido que o jovem rapaz nao conviva com o seu progenitor...
    Lilian é alguém que, por muitas vezes, costumava fugir das situações da vida, mas depois do falecimento de sua mãe, prefere voltar à cidade natal para pôr as coisas em ordem, provavelmente seu lado psicológico e emocional, principalmente. É uma mulher muito forte e intensa, ótimas características para uma personagem.
    Blackway é a representação da maldade, um ex-xerife corrupto, criminoso, frio e agressivo, desprezando tudo e todos os que tentam atrapalhar o caminho dele. Ray Liotta se encaixou muito bem no papel, com sua cara de mau.
    Claro que o roteiro não é espetacular, mas não é nem um pouco desprezível. "O Protetor" nos mostra a luta dos justos contra a escória do mundo, de um modo interessante, simples e cativante.
    No mais, a fotografia é incrível, as locações escolhidas são maravilhosas e a trilha sonora combina muito bem com o "clima" de tensão e solidão que a própria cidade tem.


    Vou acompanhar mais obras do diretor !

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Isabel Coutinho
    Isabel Coutinho
  • Isabel Coutinho
    Isabel Coutinho

    hahaha obrigada.. eu acho kkkk <3 intrigantes em que sentido?? nem entro mais aqui entrei hoje de curiosidade só kkk e pois é acho que não da pra mandar mensagem lá não

  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.