Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

filmow.com/usuario/gilbertoabreu754/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > gilbertoabreu754
26 years
Usuário desde Janeiro de 2014
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Gilberto

    Deadpool 2

    Sempre fui um cara de segundas chances, mesmo não gostando de um filme, procuro reassistir para ver se minha opinião muda, se tem uma continuação, a trato como algo novo, sem deixar que a experiência negativa anterior influencie, as vezes dá certo, mas isso não aconteceu com “Deadpool”.

    Sou uma pessoa de riso fácil, adoro um humor negro e ácido, piadas satíricas e pessoas que sabem rir de si mesmas, mas desde o primeiro filme achei Deadpool um personagem superestimado, o roteiro apresenta sacadas inteligentes, mas mal executadas, toda hora tem uma brincadeirinha (repetida do primeiro longa) que no máximo me fez esboçar um meio sorriso, mas nunca rir de verdade.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    A história é de um simplicidade constrangedora, Vanessa, que de longe é uma das melhores personagens da franquia é morta sem nenhum motivo plausível dentro da narrativa, e se você pensa que a morte é pra levar Wade para um novo nível de desenvolvimento está muito enganado, após a morte da garota tudo que resta é um “plágio” de "O Exterminador do Futuro" com um garoto chato no lugar da Sarah Connors, e o Cable no papel de T-800.

    Pra não dizer que não há nada de bom, a ação melhorou horrores sob o comando de David Leitch, a trilha sonora está cheia clássicos da década de 80, os créditos ao som de "Ashes" fazem uma divertida parodia de James Bond, e as cenas da “X-Force” salvam a produção do fracasso total.

    Apesar de possui o dobro do orçamento do longa original “Deadpool 2” é um filme pobre, pobre de uma boa história, pobre de piadas novas, pobre de desenvolvimento de personagens, enfim, o filme PARA MIM não funciona de forma nenhuma, se o objetivo era divertir, o máximo que ele conseguiu foi me deixar com sono, pra mim se tratando de Deadpool paro por aqui, boa sorte pra quem quiser continuar.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Gilberto

    The Machinist

    Como uma pessoa que tem terríveis problemas para dormir, tenho que admitir que “The Machinist” é basicamente um filme de terror. Quando fico duas ou três noites sem dormir direito, fico em verdadeiros frangalhos, estressado, cansado e com vontade de cair no chão é ficar lá parrado, logo a simples possibilidade de sofrer UM ANO inteiro sem dormir é o verdadeiro inferno.

    Trevor Reznik é um farrapo de homem, ele vive uma vida ordinária, com um trabalho simples, uma casa comum, e uma rotina interminável que só faz com que seus problemas para dormir sejam intensificados. O rapaz é uma bomba relógio, você sabe que a qualquer momento as consequências da falta de sono irão levá-lo a um colapso total, o que obviamente acontece.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Paranoia, esquizofrenia, total falta de percepção da realidade, esses sãos alguns dos muitos sintomas de quem sofre de insônia crônica, quando Trevor diz que está sem dormir há um ano, eu já comecei a desconfiar de tudo que acontecia em tela, mas não imaginava que toda essa situação era em decorrência de culpa e remorso.

    O motivo da insônia é bem impactante, a vida de Trevor foi completamente arruinada no momento em que ele fugiu da cena do acidente, a partir daí tudo relacionado a ele saiu completamente dos eixos, o homem foi reduzido a um esqueleto ambulante. E ele só consegue reencontrar a paz quando se recorda de ter matado a criança e confessa a polícia, conseguindo finalmente dormir.

    Christian Bale como sempre dá um show, Reznik é de longe um de seus personagens mais complexos e desafiadores, não só pela enorme mudança física, mas também pelo peso psicológico. Brad Anderson por sua vez dirige um filme sombrio e tétrico, até a fotografia é totalmente cinzenta.

    De modo geral “The Machinist” é um filme pesado e pessimista, com um final surpreendente e negativo, não é destinado a pessoas que esperam por finais felizes, no geral a produção é um excelente suspense que instiga e prende ao espectador.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Gilberto

    Born on the Fourth of July

    Patriotismo, tá aí uma palavra complicada, um sentimento que quando deturpado só causa desgraças na vida da pessoa, particularmente nós brasileiros não somos muito adeptos do amor à pátria, mas para os americanos isso é praticamente uma obsessão, e “Born on the Fourth of July” nos mostra o resultado dessa devoção cega.

    Ron Kovic é um personagem complicado, desde de criança ele já tinha na cabeça que queria lutar pela pátria, o jovem cresceu apaixonado pela ideia de combater o mal do comunismo, essa lavagem cerebral o leva a se voluntariar para uma guerra que NEM ERA DO PAÍS DELE, uma coisa é você ir a guerra para defender a sua nação, mas você participar de uma carnificina do outro lado do planeta, que seu país não tem absolutamente nada a ver, na falta de palavra melhor é algo: estúpido.

    Oliver Stone nos entrega um filme antiguerra, primeiramente ele mostra todo o lado “bonito” de servir no conflito, depois muito brevemente a guerra em si, mas o foco principal aqui está no pós, no impacto físico e psicológico que uma situação como essa pode causar na vida dos soldados. Ele praticamente aponta o dedo para a Casa Branca e diz “os culpados são vocês”.

    O ponto alto da produção é Tom Cruise, o ator prova que não é só um rostinho bonito ou o cara dos filmes de ação, com um personagem que é fisicamente o total oposto do ator, Tom passa quase o filme todo desgrenhado, cabeludo, com cara de quem nem toma banho, sem falar da dificuldade que é atuar em cima de uma cadeira de rodas. Ron Kovic é provavelmente a maior atuação da carreira de Cruise, merecidíssmo os prêmios e indicações que ele recebeu.

    Infelizmente a produção serve de um terrível problema de ritmo, depois que Ron fica paraplégico a história começa a se arrastar, Stone demora demais para se focar na mensagem contra o conflito do Vietnã, e o roteiro não apresenta nenhum grande momento depois das sequencias do hospital. Além da já citada atuação de Cruise, a trilha de John Williams e a direção de Oliver Stone são os pontos altos da obra.

    Apesar de não ser tudo aquilo que eu esperava, “Born on the Fourth of July” se mostra como um filme pesado, que aborda a questão da guerra como de fato ela é: algo feio, sujo e escuso. Extremamente ácida, a direção de Stone cospe no patriotismo exacerbado que é praticado nos Estados Unidos, e prova por a mais b que o nacionalismo americano é tão burro e prejudicial como qualquer outro de qualquer lugar do mundo.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Felipe Avelar
    Felipe Avelar

    Ola sou novo aqui no filmow, e já estou postando algumas críticas e adorei. Sinceramente você é bom no que faz, gostei de ler suas críticas sobre a quadrilogia Tubarão. Espero que aceite minha amizade e espero que possamos trocar conversas a respeito da sétima arte. Vou continuar lendo suas cíticas e espero que você um dia possa ler as minhas.

  • Rafael Gazola Ghedini
    Rafael Gazola Ghedini

    Ola gostaria de lhe adicionar a minha lista de amigos pois li algumas de suas criticas no site e gostei muito.

    Agurado resposta.
    Abraços!!

    Att.

  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/