Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > jkrauss
17 years (BRA)
Usuário desde Setembro de 2012
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Valor de estrelas no Filmow (equivalente de estrelas no IMDb):

0,5 a 2,5 (1, 2, 3, 4, 5)= Ruim
3,0 (5, 6, 7)= Regular
3,5 (7, 8)= Bom
4,0 (8, 9)= Ótimo
4,5 (9)= Excelente

Últimas opiniões enviadas

  • João Krauss

    A direção de arte, belíssima, contribui muito para a construção da "casa torta": a aparência é deslumbrante, cada personagem tem seu recanto com um visual característico e totalmente diferente - e contrastante - com o de outros, o que consolida bem a ideia de um lugar desfigurado, caótico. Acho que a direção valoriza muito esse aspecto, com enquadramentos assimétricos e não centralizados. No entanto, o outro fator que torna tal mansão tão desconexa são seus habitantes, um fator mais interessante - e importante, visto que cada um é suspeito - que o próprio visual. E aí é que está o maior pecado do filme: as peculiaridades de cada um são abordadas apenas superficialmente, de um modo que há o despertar de um interessa no espectador para saber mais, não realizado. Diversas sub-tramas que poderiam, então, tornar os personagens caóticos mais complexos são subaproveitadas.

    Somado a isso, a direção parece - como dito acima - se importar mais com o aspecto físico-visual da casa do que com seus integrantes: a cena do jantar - provavelmente a minha favorita -, por exemplo, é bem escrita e cria um conflito interessantíssimo e fundamental para o filme tanto na questão dramático quanto em relação ao desenvolvimento do mistério. Uma ótima oportunidade de aproveitar os suspeitos - realizada parcialmente - e, principalmente, os atores. Porém, tem-se o contrário: os enquadramentos não valorizam nem um pouco as atuações, visto que são abertos e ocupados por detalhes insignificantes - como a parte de trás de cadeiras, silhuetas das costas de um indivíduo, os objetos acima da mesa - que acabam tirando o foco do principal: os atores e seus diálogos. Poderiam, ao menos, serem abertos de modo a chamar a atenção, em um só quadro, para as diferentes reações dos diversos integrantes da mesa, mas não é isso que acontece. Desse modo, não só nessa cena, as ótimas atuações de Glenn Close - maravilhosa, que me conquistou já na primeira cena -, Gillian Anderson e Amanda Abbington, não são valorizadas como deveriam e mereciam.

    Apesar de todas essas críticas, devo dizer que o filme realmente me agradou. Todo o processo de investigação - que é uma das coisas que mais me fascinam e mais me fazem ser um fã do gênero mistério - foi bem bacana, as interações com os suspeitos foram interessantes - embora, como já dito, poderiam ter sido bem superiores - e a revelação do realmente ocorrido foi feita de uma forma muito boa, assim como a realização do final.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • João Krauss

    Após assistir o filme, fica difícil de acreditar que o que decorreu foi consequência do ÓTIMO começo. Os primeiros, sei lá, 25 minutos do filme são incríveis - mais especificamente, até alguns minutos após o acidente, cuja cena, vale mencionar, é incrível. Há o estabelecimento de um tom macabro, misterioso, de uma forma excelente e que me deixou curiosíssimo quanto ao rumo do filme. Isso, é claro, foi feito com grande ajuda do visual deslumbrante e da trilha sonora com tons sinistros do início do longa. A fotografia é combinada com a direção de arte e com a própria locação de forma magistral, consolidando-as, assim, como a melhor coisa do filme.

    O filme consegue a proeza de estabelecer um roteiro que é, ao mesmo tempo, previsível e confuso. Bate-se muito na tecla de uma história misteriosa que deixa bem sugerido a realidade por trás da farsa do enredo, mas que, ainda assim, é muito confusa. Todo esse aspecto negativo é reforçado pela duração excessiva do filme, que, no seu decorrer, embora entregue muitas cenas bacanas - novamente, graças, muitas vezes, ao aspecto visual -, não deixa de ser cansativo e repetitivo - o personagem principal parece se entregar aos delírios do lugar duas vezes e, nas duas vezes, cura-se desse estado por motivo nenhum. O final, então, é o mais decepcionante: toda a revelação e explicação do mistério destoam totalmente do tom que estava sendo construído durante o filme. Um suspense psicológico que, com seus exageros e confusões, pauta-se na realidade e se mantém pé no chão o máximo que consegue. No entanto, tudo isso é subvertido de uma forma um tanto quanto frustrante e que desmancha toda a complexidade que o roteiro parecia sugerir para a história. O contraste é tamanho que eu já havia imaginado, basicamente, quais eram os segredos envolvendo alguns personagens e a trama, porém afastei a possibilidade por considera-la muito fantasiosa e não condizente com o que parecia estar sendo proposto. .

    Não dá pra dizer que a direção é ruim pois as cenas são muito bem realizadas nos limites que o roteiro fraco impõe. O suspense é criado sem recorrer a clichês do gênero terror, cenas que envolvem mais ação e movimento são realizadas de forma competente, entre outros aspectos positivos. Não obstante, as atuações do trio principal - DeHaan, Goth e Isaacs - são bem boas.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • João Krauss

    O grande destaque da série é, claramente, a parte técnica: direção, fotografia e direção de arte simplesmente sensacionais. Uma das séries mais visualmente belas que já vi - se não a mais bela. Realmente possui um ritmo lento, o que pode incomodar em alguns instantes. Nenhum episódio pode ser classificado, na minha opinião, como algo menos que "bom", mas acho que só o último poderia receber a classificação de "ótimo" ou mais. É claro que os fãs mais calorosos de western provavelmente discordam de mim e conseguiram aproveitar muito mais todas as partes.

    Acho que faltou certo esmero na construção de alguns personagens, embora o trio principal seja realmente ótimo, inclusive Jeff Daniels com uma atuação assustadora de excelente. O personagem do Scott McNairy, Bill McNue, é um exemplo que acho que poderia ter sido melhor aproveitado, me parece que a jornada dele não acrescentou muita coisa e não conseguiu gerar grande simpatia pelo personagem.

    Sobre o já elogiado episódio final:

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    embora toda a cena do combate - já começando no pequeno vilarejo Blackdom - tenha sido inegavelmente ótima e muito boa de se assistir, senti que faltou um certo senso de perigo e dificuldade. No final, só um personagem "importante" morreu - de uma forma muito surpreendente, inclusive - e parece que toda a batalha foi vencida com uma certa facilidade, que fez a fala prévia da McNue - algo sobre como apenas um milagre poderia ajudar elas - parecer um tanto quanto exagerada.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Alan Guimarães
    Alan Guimarães

    Obrigado, João, pelo elogio e pelas palavras e tem também as minhas complementares sobre o Oriente Médio e sobre a História do Brasil, não deixe de ver. Abraços.

  • Alan Guimarães
    Alan Guimarães

    Oi, João, obrigado pela minha curtida da lista de História Geral, e espero que ela te ajude nos estudos. Tem também as minhas outras listas complementares de História do Brasil e Oriente Médio, dê uma conferida. Abraços.