filmow.com/usuario/jvquadros/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > jvquadros
20 years
Usuário desde Junho de 2016
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • João Victor

    O filme "do Morrissey" que não fala de Morrissey, sim de Steven. É importante discernir ambos para uma análise fria. É notória a frustração de certa parcela dos fãs do letrista dono da voz dos Smiths, mas aqui também não temos um filme sobre the smiths. Então, usar o nome Morrissey, que inevitavelmente relaciona-se com smiths, sem usar smiths, e por sua vez sem usar morrissey, se faz como um tiro no pé. O filme é bonito, valoriza-se muito a estética industrial de Manchester, também é informativo, situa bem o público na cena de musical e artística da cidade no final dos anos 70. Mas pouco para um filme biográfico de Morrissey. Cumpre seu papel informativo, mostra a origem do cantor e poeta, suas frustrações sua cobiça, numa atuação satisfatória. O filme dos mesmos produtores de Control tinha tudo para acertar. Mas decidiram errar. Decidiram fazer um filme curto demais, ou talvez, longo e pouco sucinto. Com anticlimax e final frio e preguiçoso. Um Johnny Mar mecânico, núcleos pessimamente priorizados, personagens que se fazem inúteis - como a colega de trabalho de Steven - e sobretudo: a falta de Smiths. Mas para um filme pré-smiths, é uma boa pedida para os fãs menos apaixonados.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • João Victor

    Se tal filme fosse vítima de uma tradução de título da sessão da tarde, seria então, "Lambretas, drogas e rock in'roll". Mas Quadrophenia consegue ser bem mais que isso. Se trata de um estudo da Grãn-bretanha pré Tácher, e a colisão entre as gerações. Podemos enxergar isso com mais clareza, nos momentos de desavenças de Jimmy e seus pais, que não entendem quando o seu filho se tornou um mod intenso e impulsivo. Temos aqui um prato cheio para os que querem conhecer mais a fundo a cultura mod, entender uma juventude inquieta dos anos 60, e de quebra, curtir esse fluido filme ao som da grande banda britânica The Who

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.