Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

filmow.com/usuario/keplermartinsbaskin/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > keplermartinsbaskin
(BRA)
Usuário desde Julho de 2012
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Kepler Martins Baskin

    Entre os milhares de filmes que eu assisti, esse filme se classificaria próximo ao topo por pura diversão. Isso não quer dizer que é o mais feito ou mais inteligente, mais assustador ou mais engraçado, ou apresenta os melhores efeitos, etc. etc. Mas combine todos e você terá um filme difícil de bater quando estiver procurando por 100 minutos de diversão escapista.

    O filme apresenta alguns efeitos especiais avançados aprimorados por computador que eram novos em sua época, mas agora, cerca de 23 anos depois, não é grande coisa. Na verdade, algumas delas, como o leão, parecem bem piegas em comparação com as coisas que estão por aí agora. Para mim, foi a história que foi a atração, de qualquer maneira, não os efeitos especiais.

    Porque é muito divertido, este é um dos filmes mais rápidos que já vi. O tempo voa por. Não é para ser analisado ou muito pensado, porque é tão ridículo. Você apenas vai junto para o passeio selvagem nesta aventura de fantasia e obter um monte de risos e emoções ao longo do caminho. Essa é uma das grandes atrações deste filme: a excelente combinação de aventura e comédia.

    Há coisas chatas neste filme? Certo. Para mim, foram as crenças ocultas de Bonnie Hunt e muitos OMGs e o caráter exagerado do caçador (Jonathan Hyde). Fora isso, eu amei o filme o primeiro que vi e sempre depois. Eu provavelmente já assisti esse filme tanto quanto qualquer outro, simplesmente porque era muito divertido.

    Robin Williams, David Alan Grier e as duas crianças, Kristen Dunst e Bradley Pierce, foram ótimas pessoas para assistir e compartilhar essa aventura

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Kepler Martins Baskin

    O filme é clichê na essência. Praticamente uma homenagem a outros filmes do gênero, como Aliens principalmente. Mas não vejo pretensão em ter a grandiosidade deste. É filme de ótimo elenco, bons efeitos e ritmo tenso e frenético. O alienígena não é tenebroso como outros aliens conhecidos, mais parecendo um crustáceo que ficaria delicioso bem trabalhado numa panela, com as especiarias culinárias adequadas. Existem furos típicos de filmes B, como por exemplo, a existência de som no vácuo espacial, um erro quase infantil. E se assistirmos sem levar à sério, como fazíamos com os filmes B da década de 80 e 90, é ótimo entretenimento.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Kepler Martins Baskin

    Mesmo que, em certa hora, “Christopher Robin” ameace seguir um caminho diferenciado, como o lampejo de importância dado à melancolia da vida adulta na primeira metade do filme, flertando até mesmo com uma abordagem mais sombria que o normal para os padrões Disney, não demora muito para o espectador entender que a intenção dos envolvidos é conduzir tudo by the book. O resultado é um filme muitas vezes indeciso sobre qual tom seguir e é capaz de não conquistar inteiramente nem crianças nem adultos. Mas o produto que você pagou não deixa de ser fofinho, como esperado, e isso é devidamente entregue ao cliente.

    Acontece que “Christopher Robin” é do diretor Marc Forster, que assinou o incrível “Em Busca da Terra do Nunca”. Embora tenha feito filmes de diferentes gêneros, a expectativa vai lá em cima quando sabemos dessa reaproximação do cineasta com o terreno da fantasia (e do tema que divaga sobre o conflito “adulto vs criança” que existe em todos nós). Mas enquanto “Em Busca da Terra do Nunca” não é Disney, tem um Marc Forster maduro falando a todas as idades sobre a criação de Peter Pan e é um filme lindo, “Christopher Robin” é Disney, traz o diretor abraçando seu lado infantil como contador de histórias e dando ao filme uma direção muito mais conservadora e previsível, inclusive nas emoções que quer arrancar da plateia.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.