filmow.com/usuario/lucas_leigh/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > lucas_leigh
(BRA)
Usuário desde Outubro de 2010
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Lucas Leigh

    Uma leve tentativa de elevar os sentimentos patrióticos que andavam tão por baixa em 1940. Lembra “Asas da Esquadra” do ano anterior, só que este é bem melhor. A vida nas forças armadas, mais precisamente na aeronáutica, não é um mar de rosas. As relações tem conflitos muito mais interessantes. Desde as relações do protagonista, Alan Drake, interpretado por Robert Taylor, até as do comandante com sua esposa, e como todas estas relações se entrelaçam de forma bem interessante. Só de lembrar tenho vontade de assistir de novo!

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Alan Drake é um jovem atrevido e cheio de si, mas gente boa, que acabou de sair da escola de vôo em Pensacola, Florida. Suas atitudes logo de início criam problemas com outros aviadores veteranos, os Hellcats. O seu envolvimento sentimental com a esposa do comandante, até por fim, um acidente causado por imprudência, levam a trama para caminhos que nem se imagina no princípio. Discussões interessantes são levantadas a partir de então. E o filme ganha novos significados, além de ser apenas uma idealização das forças armadas.

    O filme foi um sucesso, trazendo enorme lucro a MGM e recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Efeito Especial. Mas as críticas da época não partilharam do favoritismo do público e nem da minha opinião. Bosley Crowther, do The New York Times finaliza sua crítica dizendo “‘Asas nas Trevas’ é apenas mais um filme de aventura — emocionante para os jovens, sem dúvida, mas sem graça para o gosto de um adulto.” Mas exalta as cenas de vôo, com os aviões em formação pelas nuvens e a decolagem. E de fato é excitante assistir tais cenas, que tiveram plena cooperação da Marinha dos EUA, com empréstimos de novos aviões, como o VF-6 squadron e o Grumman F3F.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Lucas Leigh

    “Para o mundo todo testemunhar que a América não estará despreparada!” já anunciava o poster de “Asas da Esquadra”. Não fica a menor dúvida que o filme foi feito para servir como propaganda para os militares e também como uma arma de recrutamento. A Warner investiu muito em filmes como este antes do país entrar em guerra, e com o tempo outros estúdios foram aderindo a estes filmes propagandísticos (sempre com total apoio do Exército e Governo). Gravado na Base Aérea Naval na North Island em San Diego, Califórina e na Base Aérea Naval da Pensacola, Flórida; foi dedicado ao Serviço da Aviação Naval dos EUA. A Marinha dos EUA esteve fortemente envolvida na produção, oferecendo aeronaves e instalações, tendo o tenente-comandante Hugh Sease servindo como conselheiro técnico para a produção.

    A crítica feita pelo The New York Times, na data de 4 de fevereiro de 1939 (o filme fora lançado no dia anterior), diz que "Como um estudo documental da Base Naval de Treinamento Aéreo de Pensacola, e seus métodos ao transformar recrutas em pilotos experientes de combate de aviões bombardeio, "Asas da Esquadra" sai do chão muito agilmente, e tem uma boa dose de valor, interesse e até mesmo entusiasmo, do tipo puramente mecânico, para oferecer aos curiosos."

    E se você não tem nenhum interesse em bases aéreas, rotinas de treinamento, aviões e etc. o triângulo amoroso (Olivia de Havilland - George Brent - John Payne) se garante muito mais pelos seus talentos do que pela trama em si, em uma história rocambolesca de amor cheia de reviravoltas, renúncia e corações partidos. E tem o personagem de Frank McHugh que serve de alívio cômico, que na verdade é tudo, menos engraçado. Mas não tem como deixar de observar que o romance e elenco estelar eram as armas que eram usadas para vender propaganda para um grande público, não só dos EUA, do quanto o exército americano era eficiente e bem preparado. Com o ataque a Pearl Harbor em 7 de dezembro de 1941, viu-se que muito era falácia, tanto que levaram um bom tempo até conseguirem fazer o “jogo começar a virar” ao entrarem oficialmente na guerra.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Sylvio Ribeiro
    Sylvio Ribeiro

    Saudades, querido !

  • Lucas Leigh
    Lucas Leigh

    Oi, estou bem também!

    Tens razão em estar bem feliz! Isso mostra maturidade e que as coisas que machucam quando o amor não é correspondido, ficaram para trás, restando as boas lembranças e o carinho. Enfim, as coisas que importam.

    Ainda estou num ponto onde eu sofreria, caso visse uma legenda assim, mas sei que a dor iria passar. Já me sinto mais forte e me permitindo a conhecer novas pessoas.

    Você tem razão e é algo que vou enfrentar. Vai mexer comigo, mas quem sabe não é nele que poderei encontrar algum conforto, ou reflexões que precise fazer. Eu vou, pode deixar!

    Muito obrigado pela mensagem, carinho e desejos para o meu 2019. Que o seu seja cheio de conquistas, amor e momentos inesquecíveis. E sim, muito filmes pra chamar de seu.

    Feliz ano novo!

  • Madson
    Madson

    Oi, tudo sim e você?

    Engraçado você me enviar essa mensagem esses dias porque o ‘’meu Oliver’’ agora está em um relacionamento que acho bem sério, na última legenda dele estava ‘’planos para uma vida inteira’’. Mas nesse momento, eu posso dizer que estou em paz com isso, sinto que ele sempre será alguém que vou guardar no meu coração, mas hoje em dia como uma doce lembrança ao invés de um eterno desejo de volta. E isso me faz bem feliz.

    Sobre o filme, realmente é uma experiência que bate muito perto do coração, e eu acho que por mais doloroso que seja, é algo que precisa ser feito, muita coisa pode se tirar dele e isso não tem nada que pague. Cria a coragem e só vai!

    Te desejo um 2019 incrível, repleto de amor, saúde e sucesso. Além, claro, de muitos filmes lindos que tanto irão dialogar contigo <3

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.