filmow.com/usuario/lucasmg/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > lucasmg
24 years (BRA)
Usuário desde Fevereiro de 2012
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

.Oi! Tudo bem?

Eu não duvido que você seja gente boa, mas não vejo sentido em ficar adicionando pessoas só para aumentar o número de amigos. Se você não tiver um gosto parecido com o meu e não mandar um "oi!", pode esquecer.

Últimas opiniões enviadas

  • Lucas

    Há muito tempo não via uma série tão "morna". Não há qualquer grave defeito técnico, ou narrativo, é apenas mais do mesmo. Todos os clichês de série de investigação estão lá,

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    tem até uma cena na ópera. A série até tenta inverter alguns desses tropes, mas não funciona. A coisa mais ousada é a tal da metáfora da Louva-a-deus que... eu não sei se entendi, talvez tenha algo a ver com a palavra francesa ("mante", que também pode significar "manta") no sentido de uma figura protetora e acolhedora. Se alguém tiver alguma interpretação melhor, por favor, me avise. O conflito entre mãe e filho, figura materna e a cria, segue até o grande plot twist no final, que também não é novidade, mas foi razoavelmente bem executado. Virginie / Camilie é uma espécie de anti-"mante", no sentido em que ela, incapaz de poder sentir o verdadeiro amor materno, usa da inveja que tem pelo sexo feminino e pela figura feminina em geral, para suprir seus desejos doentios. "La Mante" é uma alegoria sobre a própria maternidade, a tentativa de controlar o instinto protetor e agressivo, o paradoxo de cometer atos de crueldade por amor. Algo que Virginie nunca poderia entender.

    Também não entendi o choro sobre a questão da transexualidade. Essa não é a primeira obra de ficção a tratar identidade de gênero dessa forma, nem é algo tão distante da realidade. Fora que é um fator importante para a formação da personagem.

    Fred Testot se esforça, até demais, mas não convence; Carole Bouquet nunca foi grande atriz, mas faz bem o seu papel; e PQP... Manon Azem é linda demais.

    [spoiler][/spoiler]

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Lucas

    Assisti ao filme por recomendação de um parente sem ter lido qualquer texto sobre o filme. Não demorou muito para perceber que se tratava de um filme feito por um diretor experiente,

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    destaque para uma certa cena em panorâmica perto do final do filme que mostra muito bem o domínio que o diretor tem do espaço fílmico (há um "quê" de Argento, até na escolha da trilha). Plaza já havia dirigido REC 10 anos antes e foi o principal responsável pela revitalização do subgênero do found footage. Engraçado como depois de tanto tempo, ele tenha apelado para um gênero que está na moda. Apesar do talento do diretor e da boa montagem, peca pelo mesmo problema de muitos diretores novos que é não saber o que fazer depois que o perigo é revelado. Os "bichinhos pretos" não conseguem assustar e às vezes o roteiro parece se levar a sério demais. Um dos temas do filme parece ser a história de crescimento de Verónica até sua trágica morte, tendo que juntar o início da puberdade com a tarefa de ter que cuidar dos irmãos pequenos. Esse dilema fica bem claro na cena (que eu não gosto muito) do "sonho canibalesco". Como em "Babadook", a protagonista toma consciência cada vez da própria loucura, e a solução que encontra no fim é o sacrifício pessoal. Há também o tema do pai, que nas poucas cenas em que aparece, se apresenta como uma figura perigosa e nua, o que pode indicar que era um pai abusivo em vida. Todas essas coisas são muito mais interessantes do que ver a menina correndo por aí lendo livros sobre ocultismo, conversando com uma freira cega e usando um tabuleiro Ouija.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Lucas

    Uma espécie de "mother!" que deu certo, já que soube focar em trabalhar o tema central em vez de tentar encher o filme de simbolismos. Interessantíssima a alegoria com a colonização espanhola na Austronésia (mais especificamente, nas Filipinas). Tem uma boa progressão e um ótimo final, mas entendo por que o ritmo lento não tem agradado todo mundo. Sim, a babá não é uma boa atriz, nem precisava ser, o resto do elenco dá conta.

    De resto, não há muito o que comentar, quem já viu filmes do subgênero inspirado por "Bebê de Rosematy" vai sentir um pouco de déjà vu. Fica a recomendação para quem quiser assistir a um suspense/horror diferente.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Juliana Carvalho
    Juliana Carvalho

    Ooooi, Lucas!
    Ah, queria me desculpar... sou um desastre pra responder as coisas na internet, penso, penso, começo, apago, demoro anos... enfim. Cê me perguntou o porquê de apagar o face, então: eu tive que fazer a monografia pra graduação e cortei todas as distrações virtuais hahaha. Só tive três meses porque, além de o tamanho dos períodos na faculdade ter diminuído por causa da greve, eu demorei para encontrar um tema e um orientador. Mas já voltei pra lá, desde o comecinho desse ano. Não entro muito, mas vou te adicionar, posso?
    Beijão!

    p.s. caraca cê já tá com 20 anos, eu acho que cê tinha uns 18 quando a gente começou a conversar por aqui rs

  • Verônica Dodde
    Verônica Dodde

    Você sabia que Deleuze produziu algumas coisas sobre o cinema? Lembrei de você quando soube! =)