Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

filmow.com/usuario/luscagrego/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > luscagrego
25 years Ibitinga - (BRA)
Usuário desde Junho de 2011
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Lucas

    Aos 13 anos, muito antes de se tornar diretor de cinema, Cameron Crowe começou a escrever sobre música para uma revista da sua cidade. Não demorou muito para que Crowe fosse descoberto e a partir daí começasse a descobrir o mundo. Talvez não o "mundo real", mas o mundo das bandas de rock da época.

    Crowe criou William Miller (Patrick Fugit) para nos mostrar não só sua jornada com as bandas de rock daquela época (fim dos anos 60 e começo dos 70), mas também como a indústria funcionava e como tudo foi se transformando.

    Me incomoda a atuação de Patrick Fugit, sempre com as mesmas expressões, deixando até transparecer, em alguns momentos, que o texto foi devidamente decorado. Penny Lane (Kate Hudson), a personagem mais complexa da trama, forja uma persona extremamente auto-confiante, mas que logo percebemos ter grande tendência ao escapismo. A cena em que ela é confrontada com a realidade é digna de aplausos, Kate Hudson brilha!

    Outra personagem que merece destaque é Elaine (Frances McDormand). Poderia ser uma personagem que servisse apenas de alívio cômico ao enredo, mas Frances faz com que ela ganhe força dramática e vemos uma personagem que tenta lutar contra seu instinto super-protetor para deixar os filhos terem autonomia, crescerem e aprenderem com os próprios erros.

    Um filme que fala sobre música, paixão, amizade, amadurecimento e concessão. Embalado por uma trilha sonora deliciosa (com nomes como Simon & Garfunkel, The Who, Lynyrd Skynyrd, Led Zeppelin, Elton John e David Bowie, além da banda fictícia Stillwater), Almost Famous é um road-movie adolescente divertido, gostoso de acompanhar e nem por isso raso.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Lucas

    Filme bonito, com ótimas atuações da Meryl Streep e do Kevin Kline. A relação das personagens principais me lembrou um pouco The Dreamers, do Bertolucci. Várias vezes durante o filme fiz essa associação, mas só chegando no final que percebi que ela fazia algum sentido.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Lucas

    Travis perdeu o que tinha de mais valioso e se perdeu com isso. Mesmo sem saber que caminho tomar, ele sai em busca de algo, de um espaço vazio que poderia ser sua chance de recomeçar. A viagem é também interior, e vai tão a fundo que Travis precisa ser resgatado e readaptado à realidade.

    A trilha sonora do Ry Cooder, que remete aos filmes de faroeste, os lindos planos abertos que evidenciam a solidão das personagens (que estão sempre tentando se conectar ou temendo perder a conexão com alguém, reparem), o uso inteligente das cores como elemento narrativo e a multiplicidade de temas dissolvidos na história, ajudaram a fazer deste, um dos filmes da minha vida.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nenhum recado para Lucas.