filmow.com/usuario/natachaiurassek/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > natachaiurassek
São Paulo, Brazil (BRA)
Usuária desde Março de 2013
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Natacha

    Okay, vamos lá [SPOILERS DO LIVRO E DO FILME, BEWARE]: O filme é bem legal, mas como eu sempre vou ser a chata poderia ter sido melhor sim. O tom do filme segue a dramédia do livro, as cenas acrescentadas com os pais foram bem legais, mas as mais "pesadas" talvez se perderam, por exemplo: Martin. Esse cuzão e a maneira como no livro você tanto odeia a criatura como entende o mesmo. Em vez da cena no quarto dele acho que a cena em que a irmã mais velha do Simon (que não está no filme, uma burrada) leva o mesmo pro restaurante pra se encontrar com o irmão mais velho do Martin e o Simon foge da cena quando entende quem terá que ver, mano essa cena e a conversa que ele tem com essa irmã daria pano legítimo: por exemplo a coisa de ser mais velho e ainda não saber o que está fazendo.

    A discussão sobre não se sentir confortável com uma mãe que é psicoterapeuta infantil (uma das máximas interessantes do livro, a coisa de ter pressão onde para conhecimento comum não seria necessário se ter) foi perdida.

    Outra coisa bullying dos otários e a tensão proporcionada? Pra ter piadinha sobre o Simon estar namorando o outro personagem gay da história? Não. Você não tira o peso deste tipo de coisa com os idiotas terminando rindo da situação. Logo depois veio a cena que me fez chorar no livro: O confronto do Martin e o Simon no estacionamento, que o Martin chorava com a realização do que foi responsável. E o Simon só chora quando está sozinho no carro.

    Leah foi outra que me deixou decepcionada, eles mudaram para ela estar apaixonada pelo Simon, mas em nenhum momento temos isso concreto ou seria pesado demais, talvez? Mesmo quando o Simon aconselha que ela saia com o Nick não há conflito na expressão dela. Ela não é uma pessoa de verdade, não há emoções pessoais da personagem ali a não ser refletir as do próprio Simon. Morrendo sério? E soube lidar tão fácil (aliás, por isso nada a ver ela estar gostando do Simon, porque obviamente eles não poderiam aprofundar de verdade porque seria "incomodo"). Eles se conhecem há 13 anos caralho e ela leva de boas e "me conte sobre esse cara que você ama" arg. Além disto: Fiquei sentida de não ter o Blue elogiando o Simon pós maquiagem da peça SIM, nenhuma tensão sexual homoerótica permitida, claro. Leah ser irritadiça contra a Abby me enervou no livro, fato, mas queria dela real sentida pelo Simon ter se aberto com ela pra gerar esclarecimento com emoção pelo fato de que com ela se abrir foi mais fácil porque eles se conhecem a pouco tempo. Fora o conflito interno dela por ser gorda e a coisa de auto-aceitação dela: perdidos.

    E o Blue, jesusa amada. Nada de camiseta do Elliott Smith, nada de real conexão ou emocional do "eu tô apaixonado por um cara que nem sei quem é" de ambas as partes. Ou a tensão do Blue realizando quem ele era ANTES e o conflito do Simon ainda assim saber que se sente atraído pelo cara bissexual da peça e a escolha que ele faz ali de esperar pelo Blue. E a cena da roda-gigante com aquela gente olhando e aplaudindo???? DE EXTREMO MAL GOSTO VSF. A cena do primeiro beijo no carro fugindo da escola depois de comprar Oreos no supermercado com a chuva correndo, THAT'S MY SHIT. enfim

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Natacha

    Tirando a primeira morte das tetas fanservice eu curti mais do que achei que iria esse filme. A relação da Sally com Ruby causa empatia, e gostei da dualidade da Sally com a coisa de persona séria como bibliotecária (o detalhe das compras com o senhorzinho falando sempre as mesmas coisas adicionou sabor ao clima de cidade pequena).

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    A coisa de mostrar a estupidez dos policiais já remete ao fato de ninguém reparar no sumiço das pessoas em um lugar pequeno e talvez nisso queria ter tido uma reação mais forte dos mesmos ao encontrarem os corpos - um deles se mijando de medo, ou vomitando teria sido ótimo, por exemplo. A trilha é legal também, ainda que gostaria que as mortes fossem mais divertidas, com mais gore e etc (gostaria te ter visto a vela brilhante no lugar e essas coisas)


    Ruby é um bolinho que no final fiquei querendo que tivesse mais destaque.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Natacha

    desculpa, desculpa mesmo, mas se era tão necessária água descontaminada vão deixar um corpo lá pra apodrecer mesmo?

    Ainda que seja final digno pra tentativa de romance hetero com a Thief Catcher que é lésbica, então foda-se ele

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nenhum recado para Natacha.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.