Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > natwar
21 years
Usuária desde Agosto de 2013
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

I like things that look like mistakes.

Últimas opiniões enviadas

  • Nathália

    Já dizia Bjork: all is full of surto.

    É perceptível que Petra não passa pela fase de amadurecimento onde podemos perceber que todos nós somos habitados por objetos bons... e maus. Quando Petra se frustra com Karin, ela se aterroriza, xinga, cospe, quebra, bate o pé, lamenta e deseja a morte de sua ex-amada; justamente porque se agarra ao seio mau sem perceber que, em um relacionamento, a mesma pessoa que te frustou também foi e pode ser aquela que te gratificou (salvo exceções, mas não é o caso neste). O que Petra faz durante seus "surtos" é gritar com as fantasias agressivas que desenvolveu sobre as mulheres de sua vida, portanto, não passam de projeções, uma imagem distorcida, irreal e perigosa. Um imago.

    É finalmente gratificante ver Petra em seus últimos minutos em tela conseguindo tomar consciência sobre a necessidade de uma Integração dos seios maus e bons, limpando sua visão maniqueísta e, por fim, alcançando a Reparação. Aqui, ela inaugura culpas, qualifica vínculos, forma figuras integradas... ou seja, vislumbra que se atacar o seio mau também ataca o bom, além de perceber que uma pessoa (Karin, sua mãe, sua filha...) pode ser composta por ambos. Dessa forma, não é válido puni-las com insultos e arrastá-las para o meu melodrama ambíguo.

    Enfim, o filme é um deleite para várias interpretações e discussões sobre o relacionamento Karin x Petra, e, principalmente, pela construção de suas relações narcisísticas.

    P.s.: preciso exaltar e venerar essa direção. Pelo amor de deus, cada enquadramento é um print digno de uma moldura bem chique.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nathália

    No canto do cisco
    No canto do olho
    A menina dança

    E dentro da menina
    A menina dança
    E se você fechar o olho
    A menina ainda dança
    Dentro da menina
    Ainda dança

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nathália

    Quando eu pensava que um casal lésbico/bi estava acontecendo sem queerbaiting... Me metem um homem no meio das duas? Ah vai tomar no cu. Cansada desse apagamento e fetichismo. Tinha tudo pra ser um plot INCRÍVEL sobre a Carlota descobrindo sua bissexualidade e foi de uma extrema decepção ver que ATÉ NISSO conseguiram encaixar a posição de poder e dominação do homem entre duas mulheres. Já não basta o contexto histórico, né? Detalhe que após o primeiro beijo entre Sara e Carlota, a mesma SONHA com uma cena de sexo SOMENTE entre as duas! Eu tô mega frustrada porque ela não pôde realizar isso!!!!! É MUITO CONTRADITÓRIO! PORRA, ROTEIRISTAS!!

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.