Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

filmow.com/usuario/pequenomestrex/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > pequenomestrex
34 years São Paulo - (BRA)
Usuário desde Junho de 2017
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Um novo apaixonado por qualquer anime e filme que seja interessante pra assistir e comentar :)

Últimas opiniões enviadas

  • Otavio

    Hoje dia de assistir mais um filme da série Predador, que fez muito sucesso inicialmente, mas se tornou uma série um pouco cansativa e até um pouco sem noção, trocando o sentimento de inteligência e estratégia por situações mais rasas e quase sem graça, e aqui não muda muito isso, mas que mostra que mesmo não sendo muito a cara do original, dá para fazer um ótimo filme. O começo do filme introduz uma situação um pouco estranha para a série, com trilha sonora que lembra Star Wars, o filme coloca os principais predadores do filme numa situação de perseguição e sobrevivência, algo bem estranho para a história do Predador. Logo a ação começa, e aqui uma boa característica é que o filme é bem sanguinário, e até bem justificável, logo nas primeiras mortes é sangue e tripas (literalmente) para todo lado, parecendo que o filme seria bem apelativo nisso em troca da ação. A história continua de modo quase tosco, o principal coadjuvante é introduzido com estereótipo um tanto conhecido, e sempre passa a ideia de que vai resolver tudo. O protagonista é lançado quase sem justificativa em outro cenário, onde encontra seu próprio ‘exército’, que deixa a impressão de ser louco e bem engraçado, e apesar de terrível, é uma das coisas que mais empolga e agrada o filme. Quando todos se juntam na história é onde a ação fica desenfreada, a história fica bem em segundo plano, se mostra fraca, rasa e quase estúpida, mas isso se torna quase irrelevante, mais da metade do filme o que vale é a ação, o sangue, as explosões e, surpreendentemente, as excelentes piadas loucas que satiriza o próprio estilo do filme, parecendo misturar muito bem o besteirol de filmes de ação com um bom filme de ação. O sentimento de que o filme passa rápido é bom, como a história não empolga, a boa expectativa de ver o que vai acontecer no fim é interessante, e assim se faz. O fim é cheio de mortes, explosões, muito sangue, muita loucura, muito de tudo o que importa num filme de ação (e não de sobrevivência) sem uma história legal, mostrando bem que vale a pena se importar menos com o roteiro e mais com um grupo de loucos explodindo e matando tudo o que vê pela frente. No geral, um filme que, mais uma vez, não segue a linha do filme original, mas que pelo menos mostra uma ótima sequência de cenas de ação com um bando de loucos, tornando as situações legais de acompanhar e rindo com outras muitas sem noção, só pra quebrar o clima sem quebrar a expectativa de querer um pouco mais disso tudo.

    #CinetecaXinguê #filme #movie #cinema #ItauCinemas #shopping #ShoppingFreiCaneca #FreiCaneca #PrimePass #OPredador #ThePredator #ação #aventura #morte #sangue #alien #soldados #comédia #piada #SciFi #FicçãoCientífica #exército

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Otavio

    Hoje dia de assistir um filme um pouco louco, um pouco sonhador e um tanto leve, até mesmo parece que tudo é só uma tiração de sarro com a vida, que mesmo querendo apresentar dramas, aventuras e tudo mais, nada parece preocupar demais quem está vivenciando toda essa loucura. O começo do filme se passa num ato cômico, quase louco e dramático, que gera um sentimento de arrependimento, ao mesmo tempo que gera um dos dramas principais da primeira metade do filme. Os protagonistas se dividem em duas personalidades contrastantes, enquanto um parece querer ir até o fim no mundo do crime altamente fantasioso e sonhador, o outro vive do arrependimento e querer viver a parte poética da vida. Enquanto isso todos os coadjuvantes são apresentados, entre eles a família dos dois, e como ambos geram determinadas conflitos familiares, o prefeito quase inanimado e a trupe de políticos que quer derrubá-lo, e a população, que parece não ligar para quase nada do que acontece com os principais personagens. A primeira metade do filme foca como ambos os protagonistas mexem com sua família, conduzindo alguns personagens a agir quase comicamente em decorrência do que fazem, vale mais para conhecer os personagens, logo que nada é muito exagerado ou intenso. A segunda metade se divide em dois atos principais. A primeira mostra como ligar ambos protagonistas com pensamentos muito divergentes, aqui a parte cômica se mostra mais interessante, assim como os outros personagens não parecem somente coadjuvantes, e sim parte de pequenas histórias que complementam bem o filme. Já no segundo ato, todos parecem se unir, e nem é pelos protagonistas ou seus problemas, e sim algo maior, algo que todos que são mostrados no filme precisa. Basicamente se iniciando por um conflito quase iminente, e que nem tem muito a ver com o roteiro, acaba mostrando toda a loucura que pode existir num lugar pequeno, quase inanimado, mas que pode ser tão louco, suave e divertido quanto qualquer outro lugar. No geral, um filme simples e sem maiores situações exageradas, que prefere focar na leveza mesmo tendo alguns assuntos mais fortes, que merece ser acompanhado sem pressa, sem preocupações, para dar uma risada aqui e ali e ver que tudo na vida pode ser bem louco e divertido.

    #CinetecaXinguê #filme #movie #cinema #ItauCinemas #shopping #ShoppingFreiCaneca #FreiCaneca #PrimePass #AVidaemFamília #Vida #Família #vilarejo #simplicidade #crime #prisão #drama #poesia #romance #prefeito #cidade #foca #mar

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Otavio

    Hoje dia de assistir mais um filme com uma boa lição de vida, mesmo que seja simples e até um pouco entediante em alguns momentos, mostra bem que até o fim ninguém precisa ser inanimado e muito menos buscar algo melhor para si. O começo do filme é um tanto lento, mostra a convivência entre duas irmãs completamente distintas. Uma é bastante ativa e participativa e a outra, protagonista, quase inanimada, sem a menor empolgação para avida. Logo o filme coloca um divisor de águas em tudo isso, a irmã mais ativa é presa e fica num papel bem secundário no filme, enquanto a outra assume o papel principal do filme, mesmo não tendo a mínima empolgação para isso. Mesmo sendo bem sem vontade, a protagonista é bem cordial, generosa e bondosa, raramente se coloca em posição de inútil, e com isso se mostra apta a assumir um papel bem diferente, motorista particular de velhinhas (como se ela também não fosse uma). Com o passar do tempo, várias personagens são apresentadas, enquanto a protagonista se divide em conhecer mais as pessoas e a vida e, de alguma forma, continuar na sombra da irmã. O filme é leve e sem pressa, não mostra nenhum radicalismo, mas deixa bem claro que ali parece uma aventura de descobertas. Fora o drama da prisão, nada força demais a querer acompanhar alguma coisa mais profundamente. Sentimentos parecem aflorar ao mesmo tempo que há uma certa introspecção da protagonista, e até que ela começa a demonstrar muitos sentimentos e desejos com a companhia de uma de suas amigas. Nesse momento é onde o filme se mostra mais forte, sentimentos afloram e a perspectiva da protagonista muda, indo da quase indiferença para uma mar de desejos. Um ponto bem curiosos nesse caminho é que enquanto novas coisas são descobertas, a protagonista se livra de coisas velhas, parecendo uma coisa subliminar de se livrar de coisas velhas e trocar por sentimentos e vivências novas. O fim do filme é bem sentimental, apesar dos fatos praticamente migrarem para o ponto inicial do filme, o mundo de descoberta faz com que sua protagonista simplesmente saia do seu mundo para querer algo novo. No geral, um filme simples, sem nenhum extremismo até seu final, que mostra uma boa mudança de vida em cima de fatos e atos que mostram que nunca é tarde para trocar coisas velhas por algo novo e muito mais valioso.

    #CinetecaXinguê #filme #movie #cinema #ItauCinemas #shopping #ShoppingFreiCaneca #FreiCaneca #PrimePass #AsHerdeiras #LasHerederas #drama #romance #aventura #motorista #velhas #sentimentos #venda #prisão #crime #amizade #irmãs

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nenhum recado para Otavio.