filmow.com/usuario/phillipegn/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > phillipegn
Goiânia - (BRA)
Usuário desde Março de 2017
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Phillipe Gurgel

    Meu primeiro contato com Béla Tarr foi com O Cavalo de Turim, fiquei embasbacado com o filme. A música, o som do vento, a falta de diálogos, o ambiente inóspito, as tonalidades, o ritmo lento, enfim, tudo em O Cavalo de Turim me encantou. Me senti obrigado a ver O Tango de Satã imediatamente e foi o que fiz. O que eu esperava era ver um O Cavalo de Turim de 7h30, logo no inicio percebi que não era. Aqui nos temos um filme mais convencional, com mais personagens, cenários, diálogos, mistério, suspense, e por incrível que pareça, um filme mais fácil que O Cavalo de Turim. Ansiosamente esperei a chegada de Irimiás e Petrina, senti a solidão de Estike, dancei o tango de satã e repeti em voz alta as frases do velho bêbado. Uma obra única, maravilhosa, um presente para os amantes de cinema. OBRIGADO Béla Tarr, Mihaly Vig, Erica Bok, Lazlo e a todos os envolvidos nesta obra, MUITO OBRIGADO

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Phillipe Gurgel

    De todas as metáforas, a que mais gostei são as que reflete sobre a cinema atual. Sobre os que dormem diante da tela, da arte ou entretenimento de conteúdo substituídos por produtos capitalistas sem qualidade. " a beleza está nos olhos de quem vê" e a "falta de olhos" falam do público médio embebidos na guerra de estúdios, no ronco dos motores e nas batalhas de robôs gigantes que nada veem. Apesar das reflexões pertinentes não me empolgou e talvez não empolgue quem conhece o cinema "estrangeiro" atual. Criticar os filmes de studios americanos é empurrar bêbado na ladeira, mesmo fazendo isso de forma magistral. Um bom filme, só isso.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Phillipe Gurgel

    Um filme dentro de um filme que também é um filme. Quem é Fellini e quem é Guido?. Guido queria fazer filme honesto e que ajudasse as pessoas, que tivesse seus pais, memórias de infância, suas mulheres, seus sonhos e suas fantasias. Mas esse não é o filme de Fellini??? O filme que Guido quer fazer é 8 e Mezzo, o filme de Fellini. Guido é o alter ego de Fellini fazendo 8 e meio (e não conseguindo), um filme dentro de um filme que também é um filme. Fantástico, confuso, onírico, nostálgico, ARTE. asa nisi masa

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nenhum recado para Phillipe Gurgel.