Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > plwar
24 years (BRA)
Usuário desde Agosto de 2012
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Pedro Warschauer

    Lindo demais. Culturas "rivais" que se demonizam, mas nesse filme se compreendem. Os problemas e histórias de dois mundos que na verdade pertencem ao mesmo.
    Os egipicios e os israelenses somem, e o que toma conta do filme é a relacao de seres humanos que vivem, amam, odeiam, tem traumas e histórias. Pessoas que numa primeira impressao se agarram ás suas fobias ao outro, mas que se desconstroem aos poucos, quase somem.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    A cena da banda se despedindo no final é pura poesia.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Pedro Warschauer

    Depois de ver "Him" e na sequencia "Her", acabei gostando mais de her. Acho que por identificacao de personalidade.

    Li muitas críticas a Eleonor. Suas atitudes que parecem ser egoístas e covardes e o papel coadjuvante de Connor em sua vida. Os dois sofreram uma tragédia e naturalmente cada um reage de uma forma, e suas diferentes reacoes e visoes sao retratadas nesses filmes.

    Depois de 6 meses em casa, Connor finge que tudo está bem e tenta ignorar o sofrimento, tanto dele quanto da esposa. Eleonor cansa da passividade do marido e tentar buscar a resposta dentro de si. Se afasta e mergulha em uma reflexao interna. Em "her" os dialogos de Eleonor com sua mae, seu pai e até com a sua professora sao mais profundos e reflexivos. Suas atitudes, por mais que as vezes desesperaradas, visam seguir em frente e ela consegue adimitir pra si mesma que está perdida, mas consciente do que acontece.

    Já Connor joga seus desespero num relacionamento. Foge de si, do seu pai, da sua própria história e busca num fingimento da realidade a solucao de seus problemas. Nao é a toa que Eleonor se irrita e surta a cada vez que Connor camufla a dor. Connor parece até meio bobinho, os dialogos com seus amigos sao rasos.

    Apesar de tudo isso fica clara a influencia das duas famílias. A superficialidade e o bloqueio de Connor criado por um pai tao evasivo quanto ( que depois de velho parece tentar correr atrás do prejuizo). Já Eleonor com uma mae música, e um pai psicologo, uma irma presente, advém de uma construcao totalmente diferente de personalidade, muito mais consciente de si. Essa é a parte que mais me fez admirar os filmes. A construcao de uma história individual de cada um que nos faz compreender de onde vem cada um e quanto isso reflete na sua maneira de lidar com a vida.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Ingrid
    Ingrid

    HAHAHAHA tenho. Só enrolo pra entrar.

  • Jefferson
    Jefferson

    Olá, Pedro. Fico feliz que sou referência para alguém :P (Achei alguns filmes que quero assistir no seu tbm).