filmow.com/usuario/pseudokane3/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > pseudokane3
Moderador
35 years, Sergipe (BRA)
Usuário desde Dezembro de 2009
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

a + b = ?

Ou seja: não há nenhum filme que eu NÃO queira ver!

(WPC>)

Últimas opiniões enviadas

  • Wesley PC>

    Apesar de seus intentos reformadores, cinematograficamente ele não é muito inventivo, sua linguagem é quase televisiva, o que não soa de todo problemático, visto que os personagens reais são carismáticos. Incomodei-me um pouco com a causa do pai do suicida, mas a garotinha lésbica, a jovem que fora presa por empunhar uma arma num instante de cólera e o desalento do garoto com "boca de peixe" me cativaram. Dramaticamente, o filme responsabiliza a cada um pelos problemas demonstrados, que, obviamente, permanecerão sendo repetidos após o desfecho. bacana em sua leveza, portanto. Gostei muito da canção 'indie' nos créditos finais! (WPC>)

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Wesley PC>

    Adentrei a sessão quase crente de que o odiaria, mas fui injusto co o filme, que é muito sincero em sua reconstituição da originalidade e criatividade de um artista inicialmente desencorajado. Apesar do que informa a sinopse, não é bem uma biografia, mas quase um "Masterchef carnavalesco", no qual acompanhamos a extrema corrida contra o tempo para produzir um desfile de qualidade. É mais um filme de ação que um drama (risos), mas o elenco está eficiente e, não vou mentir, a saga deste gênio (sim, a palavra cabe) merece ser contada. Bacana, apesar de seus parcos recursos cinematográficos propriamente ditos: ou seja, ao contrário do personagem, o diretor não quis (nem podia) inovar... [WPC>]

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Wesley PC>

    Por mais (merecidamente) laureado que este filme seja, quando soube que o mesmo seria exibido num canal fechado, titubeei um pouco antes de vê-lo: algo me fazia desconfiar de sua internacionalidade de financiamento, ao passo em que a construção roteirística do Jean-Claude Carriére soava-me suspeitosa, para além de sua inequívoca qualidade... Tudo suspeita pré-fílmica. Tão logo o filme se inicia, fui lançado no drama multifacetado da protagonista, que logo se revela violentamente carente e, ao mesmo tempo, inteligente e "infratora" na compensação de sua solidão. O enredo abre largo espaço, portanto, para que questionemos a função da "cura pela fala", absolutamente defendida à medida que a narrativa avança, que os segredos da protagonista vão sendo deslindados... A contribuição do Carriére torna-se não apenas evidente como também sumamente justificável, de maneira que, ainda que um ou outro aspecto possa soar esquemático em sua "francesidade", é impossível não aplaudirmos de pé a coragem do Afiq Rahimi por levar à frente esta transposição tão pessoal de seu próprio romance. Neste sentido, a entrega extrema da iraniana Golshifteh Farahani à sua personagem impressiona pela audácia, pela falta de barreiras na des/re-construção da sexualidade feminina, socialmente abortada, mas psicologicamente renovada. Falar mais seria estragar o cabedal supremo de surpresas e méritos que este excelente filme possui: fiquei muitíssimo impressionado. O título é magistral! (WPC>)

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Bruna
    Bruna

    noooossa, como você conseguiu assistir the last five years? tô tentando baixar o torrent há meses, mas nenhum link que eu pego funciona :( se por acaso você baixou, poderia me passar o link, se ainda tiver?

  • Luiz Macedo
    Luiz Macedo

    Você só pode ser um E.T.

  • Alex Pereira
    Alex Pereira

    Olá, Wesley. Você tem a filmografia completa do Luis Buñuel? Pra mim tá faltando 4 filmes