filmow.com/usuario/rickywinchester/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > rickywinchester
31 years, Pedreira/ SP (BRA)
Usuário desde Outubro de 2011
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

"Num filme o que importa não é a realidade, mas o que dela possa extrair a imaginação." (Charlie Chaplin)

Não estou aqui para discutir criticas de outras pessoas e sim colocar a minha critica do meu ponto de vista dos filmes que eu assisti, se eu gostei vou elogiar se não vou "gongar" mesmo e escrever o que eu quero pois sou apenas um bom "Assistidor" de filmes/ séries e não um CRITICO pois acho que aqui já tá cheio de pessoas metidas a Críticos que não sabem respeitar a opinião dos outros. Não comento filmes aqui pra ganhar curtir dos outros nos meus comentários, falo o que achei do filme se concordar curti aí se não é só não curtir ou ficar quieto pois a opinião é minha.

Não sou chato apenas verdadeiro. Quem quiser add aê pra conhecer melhor e trocar experiencias sobre filmes/séries aqui vai meu FB.

https://www.facebook.com/richardson.clara?ref=ts&fref=ts

Últimas opiniões enviadas

  • Richardson

    O filme é de forma brilhante contado a partir de 3 perspectivas não cronologicamente ligadas. Ele aborda soberbamente a narrativa e a história não linear, mas não o afasta da intensidade dos eventos que acontecem na tela que não param durante todo o filme. Hans Zimmer conduz a trilha sonora de forma magistral, às vezes, há apenas uma nota de reprodução seguida de batimentos cardíacos e um relógio, enquanto outras vezes uma enorme orquestra interpreta o que está acontecendo na tela. O filme projeta brilhantemente a sensação de cada soldado na praia para o público. Confusão, turbulência e medo. Não há nenhuma atuação marcante neste filme ate porque não era necessário.
    As maiores críticas de Dunkirk são que os personagens não foram bem trabalhados, que falta profundidade e que se eles não estivessem ali não fariam falta. Eu sinto que Nolan estava tentando (com sucesso) fazer isso mesmo, o importante aqui não são os personagens e sim a história, sim ele precisava ter de alguma forma "personagens principais" para estar na história para que possamos ver os eventos se desenrolarem da perspectiva direta de todos os soldados. Normalmente, em filmes de guerra como “O Resgate do Soldado Ryan”, o enredo gira em torno de certos soldados (como Capitão Miller e Ryan) em uma guerra e fazendo coisas de guerra, mas ainda é sobre eles, não sobre a guerra. Na minha opinião, Dunkirk diz a HISTÓRIA DE DUNKIRK. Não do personagem do Harry Style ou do personagem de Tom Hardy, mas de Dunkirk. O que qualquer um dos "personagens principais" sentiu, sentiu todos os outros soldados. Nolan recorreu mais às técnicas de produção para contar a história e não aos diálogos e dramas pessoais de cada personagem, é por isso que algumas pessoas podem ter tido um problema com a falta de profundidade do filme, mas realisticamente esse tipo de evento não seria um lugar para alguém "desenvolver " um personagem principal, mas sim um evento em que os homens querem só sobrevivência, e Nolan mostrou isso perfeitamente. Falta de emoção no filme? Acredito essa era a idéia do diretor não fazer um filme emotivo, mas um filme mais realista, não havia emoção nessa praia além do medo, da incerteza e da confusão. E posso dizer com segurança que Nolan consegue mostrar isso de forma surpreendente.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Richardson

    Essa série beira a perfeição, ela se baseia em conceitos clássicos de filmes de ficção científica e horror dos anos 80 e isso funciona muito bem . Mas o que realmente faz com que esta série seja excelente são as pequenas coisas. O elenco é incrível, cada personagem independentemente de quão pequena a parte é, parece um personagem completo, e o elenco principal oferece algumas coisas poderosas ao longo da série.

    Quando você dá o play e começa a assistir você é transportado para os anos 80. Personagens legais, dramas familiares, amizades puras e sinceras entre nerds, crianças inteligentes e excluídas, dramas de adolescentes, música e trilha sonora dos anos 80, em todos os detalhes, do suspense nas canções de cada cena, a canção de abertura e o título da série, a trilha sonora, as referências / homenagens aos anos 80 são muito fortes, muito claras e isso torna a série muito especial e o roteiro é muito bem desenvolvido, na 1ª Temporada fomos apresentado a história, um ritmo mais frenético, nos apegamos aos personagens e aprendemos amar e odiar alguns, e na 2ª temporada o arco aumentou, novos caminhos para velhos personagens, introdução de algumas coisas novas na história e uma ameaça bem maior que na 1ª Temporada. Dos personagens novos, Bob foi o melhor, mas sem entrar em detalhes, Max e seu irmão foram apenas apresentados aqui, espero ver o desenvolver deles dentro da história pois as pontas foram deixadas em aberto sobre esses dois. As crianças perfeitas novamente, atuações fortes e marcantes, Noah Schnapp dando um show de atuação, senti que a 11 foi pouco aproveitada nessa temporada, deram mais foco em outros personagens mas quando ela chega é pra quebrar tudo. Agora é esperar mais um ano e torcer para que a qualidade seja mantida e que a história seja contada de forma magistral como foi até agora.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.