Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > takezosan
29 years (BRA)
Usuário desde Agosto de 2009
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

"Gostar é provavelmente a melhor maneira de ter, ter deve ser a pior maneira de gostar." - Saramago

Legenda = ★

½★ - Não existe coisa pior. (1/10)

★ - Péssimo/Terrível. (2/10)

★½ - Ruim. (3/10)

★★ - Medíocre. (4/10)

★★½ - Regular. (5/10)

★★★ - Bom. (6/10)

★★★½ - Ótimo. (7/10)

★★★★ - Excelente. (8/10)

★★★★½ - Brilhante/Maravilhoso. (9/10)

★★★★★ - Perfeito. Esplêndido. Obra-Prima. (10/10)
___________________________________

Últimas opiniões enviadas

  • Gustavo Rodrigues

    Sede de viver é o que pode-se observar durante todo o filme, a incessante vontade de um artista de continuar seu caminho mesmo com conflitos internos e externos, conflitos esses que se manifesta internamente, quando o pessimismo limita a capacidade dele próprio exergar a grandeza de sua arte, aceitar seus medos e rejeições e externamente, quando não vê sentido no discurso das instituições religiosas, cujo não fazem o que pregam.

    O espírito inquietante e as escolhas feitas para ser um homem livre espiritualmente e amorosamente o condena ao afastamento das suas relações sociais e famíliares, estreitante a solidão e fazendo do seu irmão Theo, seu único forte financeiro e emocional.

    E nesse panorama de solidão plena e em busca de um sentido para a própria vida, o personagem de Van Gogh é incrívelmente interpretado por Kirk Douglas, a sensação de tempo, energia, telas, pincéis e tintas gastas em curto prazo e a todo vapor tasmitem ao a busca pelo preenchimento do vazio e da dor e a necessidade do artista alcançar o tempo perdido. Levanta-se uma aurea de que a qualquer momento toda aquela energia criativa explosiva pode desabar.

    A razão de tela do filme mostra de antemão que a película é em si um grande pintura, como todas as cores vivas da cidade à noite, feiras e campos com trabalhadores e a natureza virgem, a ambientação do filme e uma beleza a parte e moatra de maneira história qual foi o ensumo criativo do artista para sua grande obra.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Gustavo Rodrigues

    Não conhecia Laurie Anderson como artista de música experimental e vanguarda antes de assistir esse belo filme/documentário.

    Pouca coisa que tinha visto antes me lembrou o ritmo do filme, algo semelhante a narrativa do filme de Alexander Kluge, "O ataque do presente contra o resto do tempo" pois é um filme narrado, só que nesse caso, pela própria Lauren que tinha uma cachorrinha cega, entretanto o filme e muito mais do que sobre o detalhe da sua relação com o cão. A maneira como a trilha sonora, imagens e frases ditas mostra o como era a relação da dona com o cão, além de sua visão sobre as relações efetivas com sua família, espiritualidade e filosofia.

    Para refletir.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Alice Ayres
    Alice Ayres

    Eu que agradeço! Espero que a gente possa trocar dicas!
    Um abraço!

  • Isabele
    Isabele

    Yeahhh :D