filmow.com/usuario/themasterplan/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > themasterplan
Belo Horizonte - (BRA)
Usuária desde Janeiro de 2017
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Paloma

    Nem fede nem cheira. Nesse terceiro filme a exploração da sala de artefatos é o destaque, fato que deixa a tela (roteiro) cheia de demônios/entidades/assombrações e dá margem para filmes solos do barqueiro, noiva e cão do inferno. Como algumas pessoas comentaram, o alívio cômico também me incomodou. Acho que o filme deveria ser sério e mais realista. Não é possível após um encontro terrível com um demônio, na cena seguinte estar batendo papo tranquilo sem o menor abalo. Pra mim faltou um pouco de desespero e uma atuação mais aterrorizada. Mas enfim... achei legalzinho!

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Paloma

    Enquanto a maioria das pessoas ficam confusas após a primeira exibição, como eu, quando a visualizo novamente, as peças começam a se unir, passando imediatamente de um confuso conjunto de cenas para uma obra absolutamente brilhante!

    Caso tenham interesse, aqui vai uma explicação sobre o filme [ALERTA DE TEXTINHO!]:

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Pra começar, é preciso primeiro entender, desde a cena de abertura, até a cena perto do final, onde Eun-joo (a madrasta) chega à casa de terno cinza, as únicas pessoas na casa eram Su-mi e o pai dela. (Exceto uma breve visita de jantar pelo casal). Su-yeon, irmã de Su-mi, e Eun-joo, sua madrasta, existiam apenas na mente de Su-mi. No entanto, existem algumas cenas em que vemos os fantasmas de Su-yeon e sua mãe.

    A próxima coisa que devemos entender é que esse filme, apesar de ser um filme de terror, é mais um thriller psicológico e um drama. É uma história de incrível arrependimento e incapacidade de lidar com a culpa e o remorso.

    Através de flashbacks posteriores, somos levados a acreditar que a mãe das meninas sofreu alguma doença ou depressão, exigindo a presença na casa de Eun-joo, que parece ser uma enfermeira (as fotos evidenciam isso). É bastante subjetivo aqui, mas ou ela estava tendo um caso com o pai, ou talvez Su-mi apenas acreditasse que ela estava. Em ambos os casos, os flashbacks, que eu acredito serem factuais e reais, indicam uma grande dose de animosidade e amargura entre Eun-joo e Su-mi. A mãe comete suicídio, e Su-yeon, encontrando-a, entra em pânico, puxa o guarda-roupa e é esmagada. Su-mi, ouvindo isso, começa a investigar, mas permite que seus amargos sentimentos por Eun-joo anulem sua preocupação pelo que ouviu. Eun-joo, percebendo isso, deixa uma frase dizendo que ela vai se arrepender, sabendo muito bem quão profundo isso vai ser cortado mais tarde, como ela sabe que Su-yeon está morrendo naquele exato momento. Ao perceber o que aconteceu, Su-mi tem um colapso mental e emocional. Então ela é internada em um hospital psiquiátrico por um período de tempo e, ao ser liberada, nos encontramos no começo do filme.

    RESUMINDO:
    Su-yeon era tudo para Su-mi, mas ela não estava lá quando ela mais precisava dela. E o que é pior, ela não estava lá porque preferiu abraçar seu ódio por Eun-joo. Ao descobrir que, no mundo real, ela era incapaz de lidar com o tremendo grau de arrependimento e culpa, Su-mi subconscientemente procura uma maneira de escapar da dor. Primeiro ela cria Su-yeon, para que ela possa tê-la de volta e "estar lá para ela". E isso exigia que ela tivesse alguém para protegê-la, portanto, ela também cria Eun-joo. Com isso Su-mi inicia sua terapia criando situações em que ela pode "estar lá" pela irmã. Ou seja, todas as situações que acontecem na mente de Su-mi são criadas para lhe dar uma segunda chance.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.