Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

filmow.com/usuario/thiagoviannae34b81d957bc476e/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > thiagoviannae34b81d957bc476e

Usuário desde Janeiro de 2016
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Thiago

    "Um Casamento à Indiana" da cineasta Mira Nair teve, lá pelo início dos anos 2000, seus quinze minutos de popularidade junto à crítica ocidental, mas o próprio tempo se encarregou de relegá-lo ao esquecimento cinéfilo. Sendo praticamente uma comédia indiana feita nos moldes comerciais ocidentais para americano ver, o longa-metragem reúne várias historinhas protagonizadas por membros de uma enorme família disfuncional que se reúne para um casamento arranjado. E a capacidade do filme de transitar bem entre elas e não se perder no meio de tantos personagens e núcleos durante a maior parte do tempo é a sua grande qualidade (destaque para a simpática traminha de paixão ingênua que surge entre os personagens de Tillotama Shome e Vijay Raaz, de longe a mais gostosinha do filme). Pena que a subtrama envolvendo Shefali Shah e Rajat Kapoor - que, em que pese sempre presente, só é devidamente desenvolvida no terço final da projeção - é demasiado pesada e destoa demais da leveza do restante da narrativa, ainda que seja socialmente relevante. Três estrelas para um longa-metragem que busca retratar o choque da cultura indiana com o mundo moderno e que, embora excessivamente novelesco, conquistou carisma suficiente no Festival de Veneza para levar o Leão de Ouro para casa.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Thiago

    Charlie Chaplin tinha um talento ímpar para fazer do trágico tragicômico (vide suas zombarias ao nazismo em "O Grande Ditador"), e "Em Busca do Ouro" é mais um excelente exemplo disso. Falando da miséria, do frio e da fome, esta sensível comédia do cineasta encontra um excelente equilíbrio entre o lamento e a graça, sendo uma de suas obras mais divertidas - mas também uma das mais melancólicas. É marcante muito por conta de suas excelentes gags (como a da cabana no penhasco, e a do delírio de fome do personagem Big Jim) que influenciou as artes visuais à ponto de serem repetidas à exaustão por diversos desenhos animados nas décadas que se seguiram. O próprio Chaplin chegou a afirmar que este era o seu filme favorito e que era por ele que gostaria de ser lembrado nas gerações vindouras. E, ainda que "O Grande Ditador" e "Tempos Modernos" cumpram atualmente essa função com mais propriedade, é inegável que o encantador "Em Busca do Ouro" permanece como uma obra constantemente resgatada pela memória cinéfila, marco de sua excelente qualidade. Cinco estrelas para uma belíssima, tocante e divertida história protagonizada pelo nosso 'Carlitos'.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Thiago

    A palavra que "A Batalha do Planeta dos Macacos" - quinto e último filme da franquia clássica - evoca na mente do espectador é: 'preguiça'. Seja na péssima fotografia naturalista que torna a maior parte da projeção escura e incompreensível, seja na montagem e direção pedestre de J. Lee Thompson, seja na máscara de carnaval utilizada para fazer o gorila Aldo (antagonista deste filme, a versão 'vintage' do 'Koba') que evidencia o pior trabalho de maquiagem de toda a história da série. O roteiro ainda tenta arranhar algumas questões filosóficas e socio-políticas características da saga, mas tropeça em furos estapafúrdios, na desnecessária reciclagem de um dos elementos mais aborrecidos do segundo filme, e... nas estratégias de guerra meio 'Chapolin' do exército de Cesar. Tudo isso coloca este longa-metragem ao lado de "De Volta Ao..." como os dois piores deste universo habitado por símios. Duas estrelas para uma conclusão extremamente pobre para uma série que em seu início havia se mostrado tão rica.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nenhum recado para Thiago.