Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > vagnerfoxx
41 years São Paulo - (BRA)
Usuário desde Dezembro de 2012
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

É um saco editar perfil.

Últimas opiniões enviadas

  • Vagner Henrique

    E agora Homem Aranha? Complicado esse Venon. Nao porquê o filme é complicado, mas porque a situação é estranha. Anos atrás existia o loteamento do super herois tanto na Marvel como na DC e era impensável unificar o universo das HQs no cinema como nós conhecemos hoje. A Marvel teve tropeços mas teve sucesso, a DC não. É muito caro, perigoso e complicado fazer isso,, demandando muito planejamento e talento, coisa que pouca gente tem hoje nos cinemas. Quase todo mundo sabe da historia da Sony com a Marvel que foi do sucesso ao fracasso com os filmes do Aranha, chegando até a entregar os pontos pra Marvel. O filme do Venon veio na linha antiga do loteamento de herois, buscando o lucro certo e fácil ignorando toda a estratégia da Marvel no cinema. O nome do personagem já é meio caminho andado para o sucesso tamanha curiosidade que o mesmo ganha. Fazer um filme do Venon, ignorando o Homem Aranha propositadamente por dinheiro é uma heresia com os fans e um lento e venenoso suicídio de planejamento, sem precisar de Esquadrão para comete-lo. O filme é divertido, mas o Venon não é o Homem Formiga para ser tão engraçado e despretensioso e nem precisava ser na mesma cidade do herói quântico das formigas. O roteiro é muito mal feito, os diálogos são de ensino médio numa estória bem pior que o Homem Aranha 3. O desenho de produção é cafona, mediocre e manjado para uma produção de herois. Todo o desenho de cena parece episódios de series de TV que tem de monte por aí. A computação gráfica em especial a do Venon é muito estranha, líquida de mais e meio suja, feita nas cochas, meio que na correria pra entregar o logo o filme. As cenas de ação, são legais, divertidas e foram para mim as melhores partes do filme e isso é ruim. Venon deveria ser um filme meio sinistro beirando ao terror, mas é uma comédia feliz, cheia de ação. Tom Hard e Vanessa Willians são artistas consagrados e não merecem serem criticados por esse saco de pipoca que foi esse filme. É claro que Ton Hard leva o filme nas costas, mas ele não é o Hulk. E ele não tem culpa dos diversos: "Eita Porra!" que ele foi obrigado a dizer várias vezes na infeliz versão dublada que eu assisti. Venon é um bom filme? É! Mas imagina se ele fosse pensado e planejado com um pouco mais de respeito aos fans, coragem de produção, talento e com o Homem Aranha em algum momento da película. A Sony não merece produzir filmes de super heróis.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Vagner Henrique

    Década de 80, vídeo game, Atari, cartucho, Tron, SBT, computador, Nerd, eu... Imagina desespero? Se você ouvisse ou tivesse a sorte de ver essas coisas, numa TV de tubo de 27 polegadas e tivesse um tio que entendesse dessas coisas, você se daria bem na escola. Eu não tive tanta sorte, mas tive um Atari. Quando vi a propaganda do Tron enlouqueci junto com todo mundo que sustentava o tráfico de cartuchos de vídeo game imaginando que esse filme seria também um jogo do canonisado game... Não foi. O filme passou, a TV queimou o Atari quebrou. E agora Zé? Espera lançar uma versão! Esperei e lançaram, não uma versão, mas uma continuação, assistida por mim no cinema em 3D, meu primeiro filme em 3D. Foi múuiito bom! Caiu tudo na cabeça: Atari, computador, SBT, Silvio Santos, a menina da escola, TUDO. Foi difícil não adorar! Tron: O Legado é um grande fime! Não pelo nome e fama do histórico primeiro filme, mas pela reconstrução digital da sombria história. O visual é foda! Jeff Bridges continua interpretando Jeff Bridges, Olivia Wilde linda de mais e a trilha sonora é Daft Punk, baby... Esses caras sabem jogar a gente pro futuro. O roteiro tem uma gordurinha, porém não incomodou a minha memória e nem o meu cpu cinéfilo de nerd. Garrett Hedlund está bem, mas confesso que ele não era o filho do Jeff Bridges que esperava. O 3D foi fantástico e elevou todas as expectativas que eu tinha para o Nível Hard. O final com os dois na moto é lindo!

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Vagner Henrique

    Exagerado! Mas bom pra Cacildis! Van Hellsing pegou todo mundo de surpresa em 2004, com uma produção exagerada sobre o matador de monstros número 1 da Transilvânia. Stephen Sommers não economizou nada do seu estilo e escreveu e dirigiu um filme que começa pelo meio, volta pro começo que não teve e acaba com tudo no final com gosto de quero mais. Todo mundo está estranho nos personagens. Houg Jackman, Kate Beckinsale e o vampirarao, estão acima do time de filme terror e aventura estando muito exagerado em tudo e fazem cada coisa de X-Men com suas armas futuristas que chegam a abusar da tecnologia para uma produção deveria respeitar um pouco a época. A fotografia é bonita, mas como o filme tem muito CG, fica um pouco suja porque o CG e um pouco sujo. As cenas de ação são impossíveis! As transformações do lobisomem foram as mais dramáticas de todos os tempos, chegando a parecer um balé russo. As noivas do Dracula gargalham e rodopiam feito pomba-giras de terreiro, o Frank só se Fode Stain só se fode o filme inteiro, a trilha sonora é legal com sua violas e coros que alcançam picos altíssimos nas cenas de pura forçada. Só que Stephen Sommers mata todo mundo no filme. Não fica um vilaõzinho pra ter uma segunda parte, até a espetacularmente linda Kate Beckinsale, estica as canelas no surpreendente final. Esse Van Hellsing é um ótimo entretenimento, cheio de ação, bem divertido e que marcou o auge dos Dvds. Infelizmente o filme começou do meio, foi pro passado e teve um final bem final mesmo, impossibilitando que a produção virasse uma franquia. Só se o velho Van, começasse a se incomodar com a Mula Sem Cabeça, o Saci, o Chupa Cabra e o Temer...

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Gabriel Honorato
    Gabriel Honorato

    Obrigado por aceitar Vagner, espero trocar várias recomendações de filmes contigo. Abração!

  • Vinicius Borges
    Vinicius Borges

    Obrigado, meu caro! Espero que possamos "trocar figurinhas" dos filmes, rs! Bem-vindo! Bons filmes! Abraço.

  • Thiago Cavalcante Hércules
    Thiago Cavalcante Hércules

    Spilberg também é muito importante para minha formação cinéfila. Além de ser meu diretor favorito, também foi o primeiro diretor que eu meio a seguir carreira e tal e saber o nome de outros diretores. E por causa disso tem vários filmes que assisti muitas vezes, principalmente porque passavam muito na tv e sempre diziam que era uma produção dele ou algo do tipo e eu sempre pensava ele era o diretor mas depois eu vi que não era. Tipo a trilogia De Volta Para o Futuro, Aracnofobia, dentre outros em que ele é produtor e bem depois que eu vi que eram de outros diretores kkkkkkkkkkkkkkkkk