Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > vagnerfoxx
41 years São Paulo - (BRA)
Usuário desde Dezembro de 2012
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

É um saco editar perfil. Mas...

Autotomia (Wislawa Szymborska)

Diante do perigo, a holotúria se divide em duas: deixando uma sua metade ser devorada pelo mundo, salvando-se com a outra metade.

Ela se bifurca subitamente em naufrágio e salvação, em resgate e promessa, no que foi e no que será.

No centro do seu corpo irrompe um precipício de duas bordas que se tornam estranhas uma à outra.

Sobre uma das bordas, a morte, sobre outra, a vida. Aqui o desespero, ali a coragem.

Se há balança, nenhum prato pesa mais que o outro. Se há justiça, ei-la aqui.

Morrer apenas o estritamente necessário, sem ultrapassar a medida. Renascer o tanto preciso a partir do resto que se preservou.

Nós também sabemos nos dividir, é verdade. Mas apenas em corpo e sussurros partidos. Em corpo e poesia.

Aqui a garganta, do outro lado, o riso, leve, logo abafado.

Aqui o coração pesado, ali o Não Morrer Demais, três pequenas palavras que são as três plumas de um voo.

O abismo não nos divide. O abismo nos cerca.

Últimas opiniões enviadas

  • Vagner Henrique

    Bugsy Malone é um milagre!!! É um filme adulto interpretado por crianças, mas sem as malignas ideológicas sexuais que poluem além de tudo, qualquer tipo de arte. A estória é séria, manjada até, mas é muito gostosa de se assistir, por não mostrar a violência que os filmes de Gângsters mostram. As cenas da meninada vestida de shortinho, são hilárias por mostrar dançarinas crianças em um filme satirizando um gênero, elas estão apenas representando atores adultos, não os substituindo. Não tem criança tocando em velho e nem apelo sexual ideológico. São apenas jovens atores em um filme que é uma graça, bem perto de ser produção da Disney. Os meninos vestidos de terno com as cara de bunda de nenê, dirigindo carro e usando armas de chantilly imitando adultos, são inesquecíveis. Scott Baio (Bugsy Malone) arrebenta na atuação, mas Jodie Foster (Tallulah) era diferente... Ela já era incrível desde "Alice Não Mora Mais Aqui" (1974) do Scorsese, que na minha opinião foi melhor atriz mirim dos anos 70. O final super fofo. Alan Parker teve uma boa estréia e deu para ver ali, cenas que posteriormente inspiraram "Pink Floyd - The Wall" (1982). O Muro que Alan construiu na sua carreira, teve suas fundações aqui, neste Bugsy Malone. Valeu pedreiro!

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Vagner Henrique

    Filmão rapaz! "Sisters" é o Palma falando pro Hithcock: Muito obrigado papai! Com um roteiro sinistro, a pelicula te amarra em uma trama muito bem construída nos velhos moldes no criador do suspense, mas com toda personalidade de Brian De Palma. A estória é muito boa, realmente prende a atenção e os momentos de suspense sempre dão uma continuidade nervosa e inquietante que chega ao clímax nas cenas finais. O estilo fotográfico dos filmes desse mestre, acho que se iniciou aqui e segue triunfante até nos dias de hoje, juntamente com a dramática e angustiante trilha sonora que é fantástica. Clássico um pouco esquecido do diretor.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Vagner Henrique

    Eu ia fazer o comentário deste filme do Bertolucci, mas em repeito as todas a bundas sujas da Venezuela, prefiro me abster e apenas lembrar que a próxima bunda suja, será a sua brasileiro. Vou comprar papel higiênico no mercado em quanto ainda tem, porque daqui uns anos, isso será um luxo. Eu sei que às vezes é preciso desenhar, mas eu não quero.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.