Viola Chinesa: Meu Encontro com o Cinema Brasileiro

1975

Viola Chinesa: Meu Encontro com o Cinema Brasileiro

Média geral 4.0
baseado em 22 votos
Sua avaliação:
salvando
15 minutos

Um pequeno curta-metragem, quase nunca visto, traz um curioso diálogo direto entre Julio Bressane e Grande Otelo, onde, num misto de texto decorado e de improviso, chegamos a um pequeno manifesto pelo cinema experimental brasileiro. Chamado de "último filme da Belair", Viola Chinesa traz ainda a primeira parceria entre o fotógrafo Walter Carvalho e Júlio Bressane.

Estreia Mundial:
1975
Outras datas

Elenco de Viola Chinesa: Meu Encontro com o Cinema Brasileiro

Denunciar algo errado
Em DVD
Trailers
  • Nenhum trailer cadastrado.
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: