As Trigêmeas

1995

Les Tres Bessones

Média geral 3.7
baseado em 668 votos
Sua avaliação:
salvando

As Trigêmeas foram criadas em 1983, baseadas nas filhas da escritora e ilustradora Roser Capdevila, nascidas em 1969. As histórias dos livros foram bem sucedidas, e imediatamente começaram a ser publicadas em muitos países. Em 1985, foi adicionado uma nova personagem, a tia das trigêmeas "Bruxa Onilda" ("La Bruixa Avorrida"), que passou a mandar as três para dentro de clássicos da literatura infantil, ou acontecimentos históricos envolvendo Marco Pólo, Cristóvão Colombo ou Cleópatra.

Em 1994, a Cromosoma e Televisió de Catalunya criaram uma série de desenhos animados baseada nos livros das trigêmeas. A série foi muito bem sucedida e rentável, o que conduziu à produção de uma segunda série chamada A Bruxa Onilda, produzida juntamente com a France 3, Canal J e Storimages. A nova série tinha como personagem principal a tia das trigêmeas Bruxa Onilda, que contava para suas primas Beth e Lavínia, as aventuras vividas por ela desde o seu nascimento e infância, até sua idade atual. Em 2004, a série "As Trigêmeas" completou 104 episódios, enquanto "A Bruxa Onilda" 52. Os episódios foram traduzidos para 35 idiomas diferentes, e têm sido apresentados em 158 países.

Nos primeiros episódios da série animada, o design das trigêmeas era bem simples, parecido com as ilustrações dos livros originais, com o tempo elas foram ganhando traços mais arredondados e modernos, e ficando mais "bem desenhadas". Mas em episódios produzidos mais recentemente, após o ano de 2004, os artistas voltaram a utilizar os traços simples da primeira temporada, para manter as personagens parecidas com as ilustrações dos livros. Desta maneira, os episódios de 2004 se parecem visualmente com os mais antigos de 1994, mas podem ser diferenciados por apresentarem alguns cenários em 3D.

Estreia Brasil:
12 de Outubro de 1998
Outras datas

Elenco de As Trigêmeas

Nenhum.
Denunciar algo errado
Trailers
  • Nenhum trailer cadastrado.
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: