Botim de Guerra

2000

Botín de Guerra

Média geral 3.9
baseado em 4 votos
Sua avaliação:
salvando
112 minutos

As Abuelas de Plaza de Mayo já estavam na trama central de “A História Oficial”, o que mostra sua importância no processo de busca pelos “Desaparecidos” e em todo o período da redemocratização. Em “Botín de Guerra”, esta organização é o personagem principal.

O documentário apresenta a organização Abuelas de Plaza de Mayo (originalmente Abuelas argentinas de criaturas desaparecidas), menor e menos conhecida do que a Madres de Plaza de Mayo

Com o final da ditadura, começaram a surgir denúncias de que as crianças viviam com oficiais das Forças Armadas, e as Abuelas montaram um sistema de investigação para tentar localiza-las. O documentário conta também com a fala de algumas das crianças encontradas, mostrando a confusão que passou em suas cabeças e o desespero por não saber do paradeiro dos pais e por vezes de irmãos.

“Botín de Guerra” acompanha basicamente a história de três filhas localizadas, em diferentes momentos: uma quando ainda tinha oito anos, outra aos quinze a última aos vinte anos. As situações foram diversas, as acolhidas idem, mas a angústia, a mesma.

O documentário retrata uma das diversas organizações que surgiram na Argentina como resposta à violência da ditadura, mas enfoca talvez o mais peculiar dos aspectos deste regime: o rapto de crianças. Se talvez isto tenha também ocorrido em outros locais e épocas, como projeto organizado e apoiado pelo governo, o modelo argentino foi o mais sádico e bem estruturado.

Estreia Brasil:
2000
Outras datas

Elenco de Botim de Guerra

Nenhum.
Denunciar algo errado
Trailers
  • Nenhum trailer cadastrado.
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: